Elias Vaz e Kajuru denunciam compra de 35 mil comprimidos de viagras e 60 próteses penianas pelo Exército

Da Redação
12/04/2022 - 16:04
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Elias Vaz e Kajuru denunciam compra de 35 mil comprimidos de viagras e 60 próteses penianas pelo Exército

O Exército gastou R$ 3,5 milhões com 60 próteses penianas infláveis. O deputado Elias Vaz (PSB-GO) e o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO), pedirão investigação ao Tribunal de Contas da União (TCU) e ao Ministério Público Federal (MPF) para determinar o motivo da compra.

Depois de identificar processos de compra de 35 mil comprimidos de Viagra para as Forças Armadas, o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO)  descobriu que o Ministério da Defesa também aprovou a aquisição de 60 próteses penianas para unidades ligadas ao Exército. O custo chama a atenção: quase R$3,5 milhões (R$3.475.947,30).

“O questionamento que fazemos é: por que o governo Bolsonaro está gastando dinheiro público para pagar essas próteses? O povo brasileiro sofre para conseguir medicamentos nas unidades de saúde e um grupo é atendido com próteses caríssimas, de R$50 mil a R$60 mil a unidade”, ressalta o parlamentar.

Elias Vaz e o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) vão levar o caso ao Tribunal de Contas da União e ao Ministério Público Federal.

O Portal da Transparência e o Painel de Preços apontam que foram feitos três pregões eletrônicos no último ano para comprar os produtos. O primeiro pregão teve a compra de dez próteses autorizada no dia 2 de março de 2021, no valor de R$ 50.149.72 cada, para o Hospital Militar de Área de São Paulo. O fornecedor foi a empresa Boston Scientific do Brasil LTDA.

Em 21 de maio do mesmo ano, o segundo pregão teve a aquisição de 20 próteses, no custo de R$ 57.647,65 cada, para o Hospital Militar de Área de Campo Grande (MS). A empresa fornecedora foi a Quality Comercial de Produtos Médicos Hospitalares LTDA.

O terceiro pregão determinou, no dia 8 de outubro de 2021, 30 próteses foram adquiridas, cada uma orçada em R$ 60.716,57, para o Hospital Militar de Área de São Paulo. A fornecedora foi a Lotus Medical Distribuidora e Comércio de Produtos Médicos Eireli.