Alckmin recomenda voto em Lula e Wolmir Amado

Candidato a vice-presidente tem agenda movimentada em Goiânia com candidatos a governador, senador, deputados e empresários

Da Redação
21/09/2022 - 19:03
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Alckmin recomenda voto em Lula e Wolmir Amado

O candidato a vice-presidente da República, Geraldo Alckmin (PSB), participou de várias agendas, nesta quarta-feira (21), ao lado de Wolmir Amado, candidato a governador de Goiás. O ex-governador de São Paulo reforçou que ele e Lula precisam de Wolmir Amado para implantar todas as políticas sociais e de desenvolvimento para Goiás.

“Eleger Wolmir Amado significa reafirmar o compromisso com a boa política, com o combate a fome em Goiás e no Brasil. Eu e o presidente Lula queremos Wolmir Amado nos ajudando, aqui em Goiás, como governador, colocando Goiás nos trilhos do desenvolvimento, com inclusão social, geração de empregos, e fazendo com que Goiás assuma um protagonismo no setor produtivo”, afirmou Alckmin em Goiânia.

A visita de Alckmin começou com coletiva de imprensa às 10h, no Centro de Convenções de Goiânia. O candidato a vice-presidente estava ao lado de Wolmir Amado, Denise Carvalho, Fernando Tibúrcio, além do ex-governador José Eliton, do ex-prefeito de Goiânia Pedro Wilson e dos presidentes do PT, Kátia Maria, PC do B, Honório, PV, Cristiano Cunha, PSB, o deputado federal Elias Vaz, e do PSDB de Goiânia, Aava Santiago.

Na coletiva, ele respondeu às perguntas dos jornalistas, reafirmando o seu compromisso com a agricultura familiar, e também com a agropecuária, com o desenvolvimento da indústria e com o combate à fome no estado.

Para Wolmir, a visita do vice-presidente de Lula reforça a reta final da campanha e mostra o compromisso do presidente e de Alckmin com o povo de Goiás.

“Alckmin foi governador do estado mais populoso e mais rico do país. Tem experiência de gestão e está pronto para estar ao lado do melhor presidente da história do país. Queremos estar com ele sempre presente do nosso lado, para que possamos utilizar cases que deram certo no governo dele, aqui em Goiás. Eu fico muito feliz com esse momento de festa com a militância e de compromisso com o povo do meu estado”, disse Wolmir Amado.

Wolmir Amado, Geraldo Alckmin e Denise Carvalho durante coletiva de imprensa (Foto: Anderson Oliveira)

 
 
 

Setor Produtivo com Alckmin e Wolmir Amado

A última agenda de Geraldo Alckmin foi na Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), onde ele, o candidato a governador Wolmir Amado e a candidata ao Senado, Denise Carvalho, se reuniram com membros do setor produtivo. No evento, Alckmin reforçou, ao lado do presidente da FIEG, Sandro Mabel, o legado de Lula para a agricultura, para o comércio e para a indústria de Goiás. Ele reafirmou o compromisso de Lula com o setor produtivo.

“É fundamental para o agronegócio brasileiro, você reativar os órgãos de fiscalização da região Amazônica. Aquilo que interessa, que é crédito agrícola, seja Plano Safra para produção, a modernização dos equipamentos, armazéns, infraestrutura, tratores tinham juros infinitamente mais baratos. O agro dobrou de tamanho. O Plano Safra que era de R$ 20 milhões passou para R$ 200 milhões”, afirmou Alckmin.

 
Wolmir Amado, Geraldo Alckmin e o presidente da FIEG, Sandro Mabel (Foto: Anderson Oliveira)