Alexandre de Morais cobra da PRF indentificação de motoristas, caminhoneiros e empresários que organizaram e participaram dos bloqueios

Desde o início dos protestos golpistas, Moraes determinou que a PRF e as PMs atuassem para desobstruir as rodovias, sob pena de multa. A decisão foi referendada, na semana passada, pelo plenário do STF

Da Redação
08/11/2022 - 18:37
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Alexandre de Morais cobra da PRF indentificação de motoristas, caminhoneiros e empresários que organizaram e participaram dos bloqueios

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), estabeleceu prazo de 48 horas para as polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal informarem a identificação de veículos utilizados em bloqueios e manifestações em frente a quartéis das Forças Armadas. Moraes também cobrou detalhes sobre possíveis lideranças, organizadores ou financiadores do movimento golpista, conforme o despacho.

“Determino às Polícias Civis e Militares dos Estados e Distrito Federal, bem como à Polícia Federal e à Polícia Rodoviária Federal, o envio de todas as informações sobre a identificação dos caminhões e veículos que participaram ativamente dos bloqueios e nas manifestações em frente aos quartéis das Forças Armadas, assim como os dados dos respectivos proprietários, pessoas físicas ou jurídicas”, escreveu o magistrado.

“Determino, ainda, que informem se identificaram líderes, organizadores e/ou financiadores dos referidos atos antidemocráticos, com a remessa dos dados e providências realizadas.”

Desde o início dos protestos golpistas, Moraes determinou que a PRF e as PMs atuassem para desobstruir as rodovias, sob pena de multa. A decisão foi referendada, na semana passada, pelo plenário do STF.