Aparecida reforça a conscientização sobre o autismo

Mobilização reúne profissionais, pacientes e familiares com o objetivo de enfatizar que os autistas têm o direito de estar inseridos na sociedade e de serem respeitados e compreendido

Da Redação
05/04/2023 - 18:15
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Aparecida reforça a conscientização sobre o autismo

Mobilização reúne profissionais, pacientes e familiares com o objetivo de enfatizar que os autistas têm o direito de estar inseridos na sociedade e de serem respeitados e compreendidos

No mês do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado em 2 de abril, a coordenação de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida (SMS) promove, como todos os anos, uma mobilização para sensibilizar a população sobre o tema. A iniciativa também visa reforçar a interação entre profissionais, pacientes e familiares com foco na conscientização para desmistificar preconceitos e valorizar a vida humana, suas facetas e vivências.

A coordenadora de Saúde Mental, Carolina Sartori, informa que serão realizadas 4 lives abertas ao público, nos dias 4, 5, 10 e 12 de abril, transmitidas pelas redes sociais da Prefeitura de Aparecida, e o evento temático “Autismo em Ação! Segunda Caminhada de Conscientização do Autismo – Abril Azul – Mais Informação, Menos Preconceito” em 13 de abril no Parque da Família, localizado na Avenida Independência, no Residencial Village Garavelo, em frente ao Aparecida Shopping.

Atendimento em Aparecida

A gestora do Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil Alegria (CAPSi Alegria), Eurides Santos Pinho, explica que a unidade faz o acolhimento inicial na rede da SMS para autistas crianças e adolescentes, sem necessidade de encaminhamento. O CAPSi fica na Rua 29, quadra 85 A, lote 13, na Vila Brasília. “As pessoas que querem buscar esse atendimento ou tirar dúvidas devem ligar no número 3545-7006 para receber orientações e saber quais documentos devem ser levados. Daí marcaremos uma avaliação e faremos o acolhimento para identificar as demandas, a proposta de tratamento e o acompanhamento familiar, que é imprescindível para o sucesso e a evolução positiva do caso”, ressalta Eurides.

Autismo no mundo e no Brasil

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado em 2 de abril, foi instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2007. O órgão estima que mais de 70 milhões de pessoas vivam com o transtorno, cerca de 1% da população do planeta. Já no o Brasil, a OMS aponta que cerca de 2 milhões de pessoas são autistas.

Confira a programação completa:

04/04 – 19h30: Live “Direito e Autismo”. Moderadora: Neuropsicóloga Aline de Oliveira. Convidadas: Advogada Fabiana Dias, especialista em Inclusão e Direito da Pessoa com Deficiência; Pollianna, membro da Associação de Familiares e Amigos dos Autistas de Goiás (AFAAG) e do Mães em Movimento pelo Autismo, e Luzinete, mãe de autista;

05/04 – 19h30: Live “Autismo: Mais Informação, Menos Preconceito”. Moderadora: Neuropsicóloga Aline de Oliveira. Convidados: Médica psiquiatra e pediatra Alessandra Rose Jacob, e Éder, ativista e pai de autista;

10/04 – 19h30: Live “O Caminho Para a Educação Inclusiva”. Moderadora: Neuropsicóloga Aline de Oliveira. Convidadas: Psicopedagoga Alessandra Moraes e Luzinete, ativista e mãe de autista;

12/04 – 19h30: Live “A Importância da Psicoeducação Para a Integração da Família”. Moderadora: Enfermeira Larysse dos Santos. Convidadas: Neuropsicóloga Aline de Oliveira e Silva e Leidiane Souza, ativista e mãe de autista;

13/04 – 8h: Mobilização no Parque da Família, em frente ao Aparecida Shopping: “Autismo em Ação! Segunda Caminhada de Conscientização do Autismo – Abril Azul – Mais Informação, Menos Preconceito”;

8h30: Caminhada Solidária com pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), familiares, profissionais das áreas afins, parceiros e associações, dentre outros, levando faixas e cartazes temáticos;

10h às 12h30: Atividades educativas, terapêuticas e recreativas:
Tenda de Cuidados com práticas integrativas e complementares e roda de capoeira;
Tenda de Direitos dos Autistas: Carteiras de Autistas; Orientações sobre os direitos dos autistas e familiares e distribuição de cartilhas;
Tenda de Interação: Jogos, pinturas, atividades lúdicas e oficinas;
Tenda de Economia Solidária: Exposição e venda de produtos artesanais feitos por usuários e familiares.