Basileu França apresenta o balé “O Lago dos Cisnes”

Apresentações de “O Lago dos Cisnes” em Goiânia terão bailarinos de diferentes nacionalidades 

Da Redação
23/04/2024 - 09:27
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Basileu França apresenta o balé “O Lago dos Cisnes”

A Escola do Futuro em Artes de Goiás Basileu França apresenta o renomado espetáculo O Lago dos Cisnes, nos dias 02 a 05 e 09 a 12 de maio, no Teatro Escola Basileu França. A apresentação da obra clássica de Tchaikovski em Goiânia terá a participação dos primeiros bailarinos dos balés da Suécia, do Chile e do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, que revezarão nos papéis principais.

Luiza Lopes (brasileira) e Kentaro Mitsumori (japonês), do The Royal Swedish Ballet da Suécia, serão os bailarinos convidados nos dias 03, 05, 10 e 12 de maio; Juliana Valadão e Cícero Gomes, do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, nos dias 02 e 04 de maio; e Khaterine Rodríguez e Emmanuel Vazquez, do Ballet de Santiago do Chile, nos dias 09 e 11 de maio.

O espetáculo contará ainda, em papéis de destaque, com Domenico Salvatore, bailarino do Municipal do Rio de Janeiro; do ex-aluno da EFG Basileu França e atualmente professor e coreógrafo Dhaniel Amaral; e de Leidy Escobar, primeira bailarina do Ballet Nacional de Cuba e, atualmente, professora na EFG Basileu França.

INGRESSOS

Todas as apresentações terão o acompanhamento da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás, conduzida pelo maestro Eliel Ferreira, tornando a experiência ainda mais envolvente.

Os ingressos custam R$ 60 e podem ser adquiridos pela plataforma Sympla ou na bilheteria do Teatro Escola Basileu França, localizado na Avenida Universitária, nº 1750, no Setor Leste Universitário, em Goiânia.

Basileu França apresenta “O Lago dos Cisnes”
Todas as apresentações terão o acompanhamento da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (Fotos: Divulgação)

O LAGO DOS CISNES

O Lago dos Cisnes é uma das peças mais marcantes do balé clássico mundial. O Teatro Bolshoi, de Moscou, estreou o espetáculo em 1877, com a coreografia elaborada por Julius Reisinger, a partir de uma composição encomendada a Tchaikovsky — autor de outras obras de impacto na história do balé, como O Quebra-Nozes (1892).

Para a diretora artística da apresentação, Simone Malta, é mais do que um espetáculo de dança e música. “É uma experiência artística memorável que une talentosos bailarinos de diversas nacionalidades, enriquecendo ainda mais a produção. Estamos ansiosos para proporcionar ao público uma noite mágica e inesquecível”, assegura.

Maestro da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás, Eliel Ferreira considera que participar do espetáculo, um dos mais conhecidos de todos os tempos, é “um desafio prazeroso”.

“Estou certo de que o público vai se emocionar profundamente. Estamos muito felizes com essa parceria entre a Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás e a Companhia Jovem de Dança da EFG Basileu França, trazendo este espetáculo de alto nível para a sociedade goiana”, diz.

Escola do Futuro de Goiás em Artes Basileu França é uma unidade de ensino profissionalizante do Governo de Goiás, ligada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Desde 2021 é gerida, por meio de convênio, pela Universidade Federal de Goiás, via Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia (Cett/UFG).