Caged: Aparecida de Goiânia tem 121 mil trabalhadores com carteira assinada

Cadastro Geral de Empregados e Desempregados indica que o número de vagas ocupadas atualmente é 3,5% maior em relação a 2023; “Celeiro de oportunidades”, avalia o prefeito Vilmar sobre o empreendedorismo na cidade

Da Redação
03/05/2024 - 07:47
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Caged: Aparecida de Goiânia tem 121 mil trabalhadores com carteira assinada

Cadastro Geral de Empregados e Desempregados indica que o número de vagas ocupadas atualmente é 3,5% maior em relação a 2023; “Celeiro de oportunidades”, avalia o prefeito Vilmar sobre o empreendedorismo na cidade

Aparecida encerrou o 1º trimestre deste ano com 121.073 mil pessoas trabalhando com carteira assinada, número 3,5% maior do que as 116.958 vagas de emprego então ocupadas na cidade em março de 2023. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), e, segundo a Prefeitura de Aparecida, apontam para um crescimento expressivo na oferta de trabalho no município nos últimos anos.

Na comparação com março de 2022, por exemplo, num cenário ainda influenciado pela pandemia, as vagas ocupadas neste ano representam um estoque quase 8% superior aos 112.142 postos de trabalho ativos à época. O prefeito Vilmar Mariano credita a geração contínua de empregos à expansão da indústria no município.

O setor absorve 20% da mão de obra na cidade, empregando quase 24 mil pessoas. Outras 53,8 mil estão trabalhando com carteira assinada no ramo de prestação de serviços (44%); 29,3 mil no comércio (24%); mais 13,7 mil na construção civil (11%) e ainda 135 trabalhadores, no agronegócio (0,1%).

“Historicamente, Aparecida é um celeiro de oportunidades para o empreendedorismo, sobretudo no comércio e na prestação de serviços. E agora, nas últimas décadas, nosso município tem assumido o perfil também de cidade industrial, impulsionando a economia e, claro, a geração de empregos”, analisa Vilmar.

O prefeito ressalta que as indústrias de Aparecida operam hoje em 11 polos empresariais, logísticos e industriais espalhados pela cidade. E esse número vai aumentar com a construção do Distrito Agroindustrial Norberto Teixeira (Dianot), que será construído na região leste da cidade. Vilmar e o vice-governador Daniel Vilela, representando o governador Ronaldo Caiado, assinaram no último dia 22 de abril as ordens de serviço para implantação do Dianot.

A obra será coordenada pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego) e pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra). Serão investidos R$ 130 milhões do Estado na implantação do novo distrito industrial, incluindo a transformação da área onde funcionava a Colônia do Regime Semiaberto do Complexo Prisional.

“O Dianot é um sonho para a cidade e nele serão criados 30 mil empregos diretos e indiretos. O governador Ronaldo Caiado entendeu a necessidade de transferir o semiaberto de local e transformar ali no Distrito Agroindustrial Norberto Teixeira; isso mostra a seriedade e o compromisso do governo de Goiás e a parceria que temos tido em potencializar o desenvolvimento de Aparecida”, acrescenta o prefeito Vilmar.

Parceria com o setor produtivo

Secretário municipal do Trabalho, Jeferson Ferreira lembra que a Prefeitura de Aparecida fomenta a ocupação das vagas de emprego na iniciativa privada. Em parceria com empresas da cidade, a Prefeitura de Aparecida anuncia as vagas abertas e encaminha os candidatos para entrevistas através do Sime, o Sistema Municipal de Empregos.

Jeferson Ferreira orienta os candidatos a conferirem diariamente as vagas anunciadas no portal trabalho.aparecida.go.gov.br. É uma plataforma mantida pela Prefeitura de Aparecida na qual são publicadas as vagas disponíveis em empresas da cidade, para todos os níveis de escolaridade.

Ao clicar na vaga desejada, o candidato é encaminhado para agendar seu atendimento numa das agências do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), de onde o interessado já pode sair com a carta de encaminhamento para entrevista, se preencher os requisitos da empresa.

Neste mesmo portal, o trabalhador pode fazer gratuitamente vários cursos on-line, entre eles de estoquista, operador de caixa, vendedor, auxiliar de produção e auxiliar de limpeza, alguns dos cargos com maior oferta de vagas na cidade.

“Procuramos colaborar ao máximo com quem está procurando um trabalho. E essa intermediação entre a empresa e o candidato já adianta muito o processo, aumentando as chances de contratação e efetivação”, finaliza Jeferson.