Caiado acerta com Lula parceria para construção em Goiás de habitações do programa Minha Casa Minha Vida

Caiado destaca que Goiás é o único Estado a conceder casas a custo zero, ao participar do lançamento do novo Minha Casa, Minha Vida (Fotos: Lucas Diener)

Da Redação
23/11/2023 - 09:40
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Caiado acerta com Lula parceria para construção em Goiás de habitações do programa Minha Casa Minha Vida

O governador Ronaldo Caiado acompanhou nesta quarta-feira (22/11), em Brasília, a primeira seleção de propostas do novo Minha Casa, Minha Vida (MCMV), programa habitacional do governo federal. O evento ocorreu no Palácio do Planalto, com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

MINHA CASA, MINHA VIDA

Nesta etapa as propostas selecionadas abrangem a chamada Faixa 1, que engloba famílias com renda mensal bruta de até R$ 2.640, morando em áreas urbanas; e de até R$ 31.680,00 por ano residindo em áreas rurais. O grupo familiar selecionado na modalidade é indicado por entes públicos locais para a obtenção da unidade habitacional.

“Com o nosso programa Pra Ter Onde Morar, agora acoplado com Minha Casa Minha Vida, vamos ter a condição de atender muito mais goianos”, afirmou o governador Ronaldo Caiado. Ele ressaltou que Goiás é o único estado a construir casas para pessoas mais carentes a custo zero e, com a Faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida, os governos estadual e federal vão atender pessoas com condições de pagar prestações entre R$ 100 e R$ 150.

Caiado salientou que Goiás, por meio de políticas públicas como o Pra Ter Onde Morar e o Aluguel Social, cumpre a função de provedor do bem-estar à população em vulnerabilidade social. “Temos seis mil casas construídas e vamos fazer mais 4 mil até o final do meu governo. Venho desenvolvendo há muito tempo este trabalho com as pessoas de baixa renda, agora vamos ter condições de alongar o alcance”, enfatizou o governador. Caiado estava acompanhado do secretário de Infraestrutura, Pedro Sales, e do presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Alexandre Baldy.

QUALIDADE DE VIDA

“Ter uma casa é ter um ninho seu, é saber que não tem de procurar um galho a cada primavera, é não ter de correr a cada chuva, é ter um lugarzinho que é seu”, afirmou o presidente Lula. Ele falou do impacto de uma moradia estável para a qualidade de vida da população, sem a preocupação de se mudar constantemente e com a possibilidade de criação de laços entre as comunidades.

O presidente da República destacou que o déficit habitacional no país era de 7 milhões de moradias há 50 anos e que, hoje, permanece o mesmo. Segundo Lula, este desafio pode ser vencido se todos trabalharem juntos, com a união de esforços da União, estados, prefeituras e o Legislativo.

O ministro de Cidades, Jader Filho, ressaltou que o programa já entregou mais de 6 milhões de unidades habitacionais e a meta, até 2026, é construir mais 2 milhões. “Muitas propostas boas ficaram de fora, mas não se preocupem, essa é só a primeira seleção. Ainda teremos seleção em 2024, 2025 e 2026”, anunciou o ministro.

INCENTIVO À LEITURA

Na solenidade em Brasília, o Ministério das Cidades e a Academia Brasileira de Letras (ABL) anunciaram a criação de bibliotecas nas novas unidades do Minha Casa, Minha Vida. Além disso, foi lançado o edital do Prêmio Minha Casa, Minha Vida.

POSSE STJ

Ainda em Brasília, o governador Ronaldo Caiado participou da posse dos novos membros do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Integram a corte a partir de agora os ministros Teodoro Silva Santos, José Afrânio Vilela e Daniela Teixeira. Eles foram escolhidos e nomeados pelo presidente da República a partir de uma lista tríplice formulada pelo próprio Tribunal. Os indicados passaram por sabatina no Senado Federal.