Caiado anuncia 32 obras com R$ 2 bilhões do Fundeinfra

Governador Ronaldo Caiado anunciou a execução de 32 obras rodoviárias com investimento recorde de mais de R$ 2 bilhões do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra) em Goiânia.

Da Redação
11/08/2023 - 08:59
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Caiado anuncia 32 obras com R$ 2 bilhões do Fundeinfra

Governador Ronaldo Caiado anunciou a execução de 32 obras rodoviárias com investimento recorde de mais de R$ 2 bilhões do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra) em Goiânia.

A decisão foi tomada em reunião do Conselho Gestor do Fundeinfra, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).

O cronograma definido nesta última reunião contempla a pavimentação asfáltica de 28 trechos de rodovias, além da construção de três pontes e restauração de 38 quilômetros da GO-050, em Chapadão do Céu.

Desde que foi criado, o Fundeinfra já aprovou 44 obras que somam mais de R$ 3 bilhões e significam obras em mais de mil quilômetros de rodovias.

Durante o encontro, Caiado lembra que é algo que nunca foi feito, que Goiás nunca assistiu investimento nessa proporção.

“Quero pedir que avancem nos projetos e que sejam de qualidade, para podermos entregar maior trafegabilidade e proporcionar industrialização a cada uma das regiões”, ressaltou aos integrantes do Conselho.

Obras rodoviárias

O governador ressaltou que as aprovações de obras do Fundeinfra são democráticas e pensadas estrategicamente em benefício dos contribuintes.

“As decisões são tomadas por todos que compõem a comissão, como prefeitos, deputados e membros de todas as entidades de classe que contribuem com essa taxa. É assim que se governa”, pontuou o chefe do Executivo.

O secretário da Infraestrutura e presidente do Conselho Gestor, Pedro Sales, explicou que a aprovação das 44 obras vai nortear o projeto de expansão das rodovias de Goiás.

O presidente do conselho destacou ainda a relevância das obras que atendem a região Nordeste do estado.

“É um dia muito importante, que lança a semente daquilo que vamos ver germinar por todo esse ciclo”, disse Sales.

Vice-presidente da Faeg, Ailton Vilela, pontuou que o conselho trabalha de forma harmônica. Busca obras estruturantes em todo o estado, com a responsabilidade de gerir da melhor forma o recurso do setor produtivo.

Investimento recorde

Entre as obras, destacam-se a pavimentação de 49 quilômetros da GO-050, entre Jataí e Montividiu, no valor de R$ 103 milhões; pavimentação de 86 quilômetros da GO-178, de Itarumã até o trevo com a BR-364, que receberá investimentos de R$ 173 milhões.

Também integram a lista a pavimentação de 61 quilômetros da GO-206- do entroncamento da GO-178 até a GO-184, em Itumirim- com destinação de R$ 137 milhões do Fundo; além da pavimentação de 71 quilômetros da GO-411, de Paraúna até o entroncamento com a GO-174.

Gestão compartilhada

Os recursos e as obras do Fundeinfra são geridos de forma compartilhada pelo Governo de Goiás e o setor produtivo por meio do Conselho Gestor.

Integram o órgão deliberativo os conselheiros Ailton José Vilela (Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás – Faeg), Joel Ragagni (Associação dos Produtores de Soja e Milho – Aprosoja), Luís Alberto Pereira (OCB Goiás) e Edwal Freitas Portilho (Associação Pró-Desenvolvimento – Adial).

Completam o conselho, além do presidente Pedro Sales, quatro outros membros do governo, representados pelos titulares da Secretaria-Geral de Governo (SGG), Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC) e Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra).

Confira as obras aprovadas

Pavimentação

  • – GO-050 (Jataí a Montividiu)- 49,4km- R$ 103 milhões
  • – GO-221 (Doverlândia até entroncamento com a GO-194)- 23,6km – R$ 16,3 milhões
  • – GO-306 (Entroncamento com a BR-060 até a GO-050)- 30,3km- R$ 54 milhões
  • – GO-178 (Itarumã até trevo com a BR-364)- 86km- R$ 173,7 milhões
  • – GO-206 (Entroncamento com a GO-178 até GO -184)- 68km- R$ 137,3 milhões
  • – GO-194 (Entroncamento com a GO-221 até Baliza)- 61km- R$ 123,2 milhões
  • – GO-570 (Anel Viário de Rio Verde: BR-060/ entroncamento GO-210)- 8,8km- R$ 17,8 milhões
  • – GO-156 (Crixás/Auriverde)- 40km- R$ 80,8 milhões
  • – GO-139 (Silvânia ao Lago Corumbá IV)- 58km- R$ 117,1 milhões
  • – GO-425 (Ent. BR-060 ao ent. GO-520 – Anel Sul do DF)- 52km- R$ 115,8 milhões)
  • – GO-435 (Ent. BR-414 ao Ent. GO-578)- 18km- R$ 36,3 milhões
  • – GO-460 (Diolândia/São Patrício)- 15km- R$ 30,3 milhões
  • – GO-110 (Estiva/São Domingos)- 47km- R$ 93,9 milhões
  • – GO-433 (Ouro Verde/ Souzânia)- 16km- R$ 31,9 milhões
  • – GO-154 (Cruzeiro do Norte a Novo Planalto)- 37km- R$ 73,9 milhões
  • – GO-219 (São Miguel do Passa Quatro a Egerineu Teixeira)  33km- R$ 65,9 milhões
  • – GO-455 (Entr. GO-239/Entr.GO-455)- 29,6km- R$ 63,1 milhões
  • – GO-440 (Santo Antônio do Rio Verde, divisa MG)- 32,3km- R$ 64,5 milhões
  • – GO-206 (Chapadão do Céu, divisa MS)- 10km- R$ 19,9 milhões
  • – GO-409 (Acreúna: GO-210, BR 060)- 50km- (R$ 99,9 milhões)
  • – GO-219 (Aragoiania/Hidrolândia/Bela Vista)- 55km- R$ 109,8 milhões
  • – GO-589 (Santa Maria/Hidrolândia)- 10km- R$ 19,9 milhões
  • – GO-230 (Entr. BR-414/ até Entr. GO-473, Vila Propício)- 32,68km- R$ 65,8 milhões
  • – GO-236 (Flores de Goiás/Alvorada do Norte)- R$ 64km- R$ 127,8 milhões
  • – GO-411 (Paraúna (GO-050) até o entroncamento da GO-174) – 71km – R$ 141,8 milhões
  • – GO-470 (BR-153 (Rochedo)/GO-147 (Piracanjuba)- 21km- R$ 41,9 milhões
  • – GO-439 (Pilar de Goiás/Hidrolina- 15km- R$29,9 milhões
  • – GO-466 (Ent. GO-080 (Nerópolis)/Terezópolis)- 13km- R$ 25,9 milhões

Restauração

  • – GO-080 (Chapadão do Céu até GO-306)- 38km- R$ 39,6 milhões

Construção de ponte:

  • – GO-338 (Ponte sobre o Rio das Almas, entre São Luíz do Norte e Lavrinha)- 280 metros- R$ 19,8 milhões)
  • – GO-542 (Ponte sobre o Rio Diamantino)- 70 metros- R$ 5 milhões
  • – GO-174 (Ponte sobre o Rio Corrente)- 130 metros- R$ 9,3 milhões