Caiado impede aumento no transporte no Entorno de Brasília

Assunto foi tratado  quinta-feira (23/02) com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, no Palácio do Planalto, em Brasília

Da Redação
24/02/2023 - 08:00
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Caiado impede aumento no transporte no Entorno de Brasília

Assunto foi tratado  quinta-feira (23/02) com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, no Palácio do Planalto, em Brasília

Após articulação do governador Ronaldo Caiado, a ANTT suspendeu o reajuste na tarifa que estava previsto para o transporte coletivo do Entorno do Distrito Federal (DF). O assunto foi tratado nesta quinta-feira (23/02) com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, no Palácio do Planalto, em Brasília.

    “Não podemos mais atacar o bolso do cidadão, que já é muito penalizado”, pediu o chefe do Executivo goiano.

“Soube que a ANTT planejava aumentar em 40% as tarifas dos ônibus no Entorno de Brasília. Mas mostramos ao ministro que é possível, com um consórcio, arcar com essa diferença, dividindo-a de forma igualitária entre os três entes federados”, explicou o governador ao final da reunião.

O ministro Alexandre Padilha se comprometeu a brigar para segurar o reajuste.

    “Vou reforçar junto ao Ministério dos Transportes, ao Ministério das Cidades e à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para segurarmos e buscarmos a melhor solução”, garantiu.

Gestão compartilhada

O objetivo do governador Ronaldo Caiado é ir além da manutenção do preço da tarifa e criar um novo modelo de gestão compartilhada do transporte coletivo, com passagens parcialmente subsidiadas pelo Poder Público.

De iniciativa do chefe do Executivo goiano, o projeto foi entregue ao ministro de Relações Institucionais. De acordo com o documento, o sistema deve ser gerido de forma conjunta pelos governos de Goiás, Distrito Federal e União.

Na reunião, o governador Ronaldo Caiado explicou ao ministro Alexandre Padilha que precisa do apoio do governo federal para implementar as mudanças, visto que hoje a responsabilidade é exclusiva da ANTT.

Tarifa técnica

A ideia é executar modelo semelhante ao existente na Região Metropolitana de Goiânia, em que Estado e municípios dividem parte do custo da passagem, o que têm garantido a manutenção do valor de R$ 4,30 desde 2019 e a concessão de benefícios como Meia Tarifa e Cartão Família.

No caso do Entorno, uma comissão será criada para calcular a chamada “tarifa técnica”, na qual se aplica o subsídio, e, consequentemente, o preço final pago pelo usuário. A medida deve beneficiar mais de 175 mil pessoas.

Caiado confirmou para a semana que vem a primeira reunião da equipe técnica que vai trabalhar nos cálculos. Outro requisito, a criação da Região Metropolitana do Entorno do DF (RME) foi sancionada pelo chefe do Executivo estadual em janeiro.

A governadora em exercício do DF, Celina Leão, manifestou apoio ao projeto. “Estou sempre disposta e dialogando com o governador Ronaldo Caiado para que a gente faça aquilo que é emergencial e que seja bom para ambos”, expressou. A demanda já havia sido apresentada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em reunião com os governadores, em janeiro.

Acompanharam Caiado o vice-governador de Goiás, Daniel Vilela; a procuradora-geral do Estado, Juliana Diniz Prudente; o secretário-geral do Governo, Adriano da Rocha Lima, e o secretário de Relações Institucionais, Lucas Vergílio.