Caiado lidera missão de Goiás à China

Junto de uma comitiva de autoridades e representantes de diversos segmentos, Caiado tem chegada prevista para sexta-feira (03/11), em Xangai

Da Redação
02/11/2023 - 06:36
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Caiado lidera missão de Goiás à China

O governador Ronaldo Caiado iniciou nesta quarta-feira (1º/11) missão oficial para a China, para a consolidação de uma série de acordos construídos ao longo dos últimos meses. Na viagem, será oficializado o processo de instalação de pelo menos duas grandes empresas em Goiás, além de parcerias com os chineses nas áreas da mineração, educação, pesquisa e cultura.

Com agenda intensa em quatro cidades da China, incluindo visitas a multinacionais, universidade e reuniões com lideranças políticas e econômicas do país, a missão internacional marca um momento histórico de investimentos, modernização e inovação tecnológica no estado.

“Goiás cresce no mesmo ritmo que a China, por isso temos de buscar investimentos estrangeiros que sejam capazes de construir resultados da magnitude que nosso estado merece”, disse o governador Ronaldo Caiado.

MISSÃO À CHINA

Junto de uma comitiva de autoridades e representantes de diversos segmentos, Caiado tem chegada prevista para sexta-feira (03/11), em Xangai. O governador visita o Centro de Exposições de Planejamento Urbano da cidade e a sede da mineradora CMOC.

Em outubro, empresários da multinacional, que trabalham no beneficiamento de nióbio e fosfatos nas cidades de Catalão e Ouvidor, estiveram em Goiás e acertaram novos investimentos de R$ 3 bilhões da mineradora no estado.

Ainda em Xangai, Caiado visita a sede da Chint Power, no dia 7, onde participa de reunião com executivos da indústria para oficializar a instalação da empresa em Itumbiara, no sul goiano. Com renome mundial, a Chint é uma fornecedora de sistemas de energia solar e soluções em energia inteligente. A indústria deve atuar no município goiano com foco na produção de medidores de água, energia e células fotovoltaicas.

Em seguida, a comitiva goiana viaja para Shenzhen em visita à sede da Huawei, líder global de tecnologia de soluções de informação, equipamentos para redes e telecomunicações. O governador assina acordo de compartilhamento de tecnologias de última geração, que envolve técnicas de captação de imagens oftalmológicas em alta resolução, produção de carros conectados à internet 5G, formação profissional dentre outras.

Ainda em Shenzhen, Caiado realiza visita técnica à BYD, maior fabricante de veículos elétricos do mundo, onde se reúne com executivos da multinacional para discutir a fabricação de ônibus elétricos em Goiás.

No dia 10, o chefe do Executivo goiano desembarca em Weifang para visita técnica à Weichai Group, líder no mercado mundial de produção de motores elétricos para caminhões. A empresa já possui tratativas com o Governo de Goiás para instalação de uma fábrica em Itumbiara. O governador recebeu executivos da Weichai no Palácio das Esmeraldas em 26 de setembro.

“Isso vai mudar totalmente o conceito de Goiás, deixará de ser um importador de motores, para se tornar produtor, capaz de ofertar para todo o Brasil por sua condição geográfica”, destacou Caiado.

No dia seguinte, a comitiva se desloca para Pequim de trem-bala e, em seguida, visita Xiong’an, capital da província de Hebei. Na última segunda-feira (30/10), Caiado recebeu, no Palácio das Esmeraldas, uma comitiva da província chinesa liderada pela vice-governadora Jin Hui.

“Temos agora uma expectativa muito grande de consolidarmos este tratado que foi feito entre a Província de Hebei e o estado de Goiás. Nosso intuito é avançar cada vez mais e, com a objetividade da vice-governadora, implantarmos aqui os nossos acordos”, afirmou.

Em junho, o vice-governador Daniel Vilela esteve na província de Hebei, também em missão oficial, e formalizou uma parceria entre a Universidade Estadual de Goiás (UEG) e a Universidade de Hebei. O intercâmbio será para professores, pesquisadores, estudantes e desenvolvimento de programas de formação conjunta.

De volta à capital Pequim, o governador visita a Tsinghua University, em continuidade às parcerias na área de educação e pesquisa, com a assinatura de um termo de cooperação sobre Mudanças Climáticas e Tecnologias Inovadoras.

Ainda em Pequim, Caiado realiza visita à CREC4, gigante multinacional das áreas de infraestrutura, mineração, construção civil, transportes e mercado imobiliário. O objetivo é construir parcerias para o compartilhamento de tecnologias que vão impulsionar o desenvolvimento industrial e econômico de Goiás.

A missão será composta pela coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, do secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, secretário de Infraestrutura, Pedro Sales, secretário de Indústria e Comércio, Joel de Sant’Anna Braga, diretora-geral da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Adryanna Caiado, além de outras autoridades políticas e representantes de setores comerciais.

HISTÓRICO

A missão internacional do governador é consequência da inserção internacional de Goiás e do estreitamento das relações com a China ao longo de 2023. A YTO Group, uma das maiores indústrias de tratores, colheitadeiras e maquinário de construção da Ásia, sinalizou, em maio, a pretensão de criar uma filial em Goiás. Em junho, o vice-governador Daniel Vilela liderou a primeira visita do governo goiano ao país.

Em agosto, Caiado recebeu o embaixador da China no Brasil, Zhu Qingqiao, em sua primeira visita oficial a Goiás. No encontro foi confirmado o interesse das empresas chinesas pela instalação de fábricas em Itumbiara e Aparecida de Goiânia. “Quero buscar a experiência chinesa e desenvolver o nosso estado. Precisamos avançar nos acordos internacionais e costurar espaços para o empresário goiano”, afirmou Caiado durante encontro com o embaixador.

Em setembro, o chefe do Executivo estadual recebeu a comitiva da Weichai Power, indústria de motores da China líder no mercado mundial, quando as tratativas para a instalação da fábrica em Itumbiara avançaram.