Caiado lidera para o governo e Marconi para o Senado

Caiado tem 45%, Gustavo 21% e Marconi 27% segundo a pesquisa da TV Record

Da Redação
26/08/2022 - 07:47
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Caiado lidera para o governo e Marconi para o Senado

 A  pesquisa Real Time Big Data, divulgada na noite desta quinta-feira (25) pela Record TV Goiás, mostra vantagem para o governador Ronaldo Caiado (UB) para o governo e de Marconi Perillo (PSDB) ao Senado.

Na última pesquisa, divulgada em junlo, Caiado tinha 37% das intenções de voto, agora aparece com 45%. Gustavo Mendanha (Patriota), caiu 1 ponto ele tinha 22% e agora aparece com 21%. Major Vitor Hugo (PL), manteve os 10% e Wolmir Amado (PT), também caiu de 9%, para 5%.

 Cíntia Dias (Psol), subiu de 1% para 2% e Edgar Diniz (Novo) que não tinha pontuado na pesquisa passada, subiu para 1% e outros nomes não pontuaram. Votos brancos que antes eram 9%, caíram para 7% e não sabem ou não responderam, caíram de 10% para 9%.

Na pesquisa Espontânea, ou seja, quando não são apresentado os nomes dos candidatos, Ronaldo Caiado aparece com 29% das intenções de voto, Gustavo Mendanha 10%, Major Vitor Hugo, 5%.

Senado

A pesquisa RealTime Big Data aponta o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) como o líder das intenções de voto para o Senado.

O tucano registra 27% contra 15% do segundo colocado, o deputado federal Delegado Waldir (União Brasil). Esse é o primeiro levantamento do instituto desde que Marconi oficializou sua candidatura a senador.

Em seguida, aparecem João Campos (8%), do Republicanos, Wilder Morais (7%), do PL, Alexandre Baldy (7%), do Progressistas, Vilmar Rocha (6%), do PSD, e Manu Jacob (2%), do PSOL.

Denise Carvalho, do PCdoB, e Leonardo Rizzo, do Novo, têm 1% cada. Antônio Paixão, do PCO, não pontuou. Os votos em branco ou nulo chegam a 13%,e os indecisos somam 12%.

O RealTime Big Data realizou, entre os dias 23 e 24 de agosto, 1500 entrevistas. A margem de erro do levantamento é de 3% pontos percentuais, e o intervalo de confiança, 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional de Goiás (TRE-GO) com o número GO-08106/2022.