Caiado tr4oca Selene por Sérvulo na Economia e nomeia Alan Tavares para Sead

As mudanças no secretariado do Governo de Goiás foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (21/05)

Da Redação
21/05/2024 - 07:00
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Caiado tr4oca Selene por Sérvulo na Economia e nomeia Alan Tavares para Sead

O governador Ronaldo Caiado promoveu mudanças no secretariado de duas pastas. A pedido, a secretária de Estado da Economia, Selene Peres Nunes, deixa a pasta que ocupava desde abril de 2023. Para seu lugar foi nomeado Francisco Sérvulo Freire Nogueira, atual secretário da Administração (Sead).

Quem assume a Sead é o procurador do Estado Alan Tavares, membro do Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal do Estado de Goiás, criado pelo Ministério da Economia.

MUDANÇAS EM SECRETARIADOS

As mudanças no secretariado do Governo de Goiás foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (21/05). Francisco Sérvulo estava na Sead desde janeiro deste ano. Alan Tavares comandou a Casa Civil de julho de 2020 a dezembro de 2022.

Francisco Sérvulo vai comandar Secretaria da Economia (Fotos: Secom-GO)

PERFIS

Francisco Sérvulo foi secretário adjunto da Secretaria de Estado da Economia no Governo de Goiás. É mestre em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB).

É também especialista em Planejamento Estratégico e Desenvolvimento e em Políticas Públicas e Gestão Governamental pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), além de possuir especialização em Economia do Setor Público pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Alan Tavares assume pasta da Administração (Fotos: Secom-GO)

Alan Tavares é procurador do Estado desde 2006. Tem especialização em Direito Público, Direito Civil e Direito Processual Civil, tendo sido coordenador do Núcleo de Execução Fiscal da Procuradoria-Geral do Estado de Goiás (PGE), entre 2009 e 2011. Foi também procurador-chefe da Procuradoria Setorial da antiga Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), atualmente Secretaria de Estado da Economia, entre 2014 e 2015.