Celebrações da Semana Santa começam na cidade de Goiás

Milhares de pessoas devem acompanhar as diferentes celebrações do evento religioso, que completa 279 anos

Da Redação
25/03/2024 - 16:24
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Celebrações da Semana Santa começam na cidade de Goiás

A Procissão de Ramos na manhã deste domingo (23/03), marcou o início da programação da Semana Santa na cidade de Goiás. A missa foi celebrada no Santuário do Rosário e que simboliza a entrada de Jesus em Jerusalém. A encenação foi repetida em outras igrejas da cidade histórica, em diferentes horários do dia, mobilizando a comunidade vilaboense em um evento que completa 279 anos.

Toda a programação, além do histórico e curiosidades sobre as celebrações, podem ser conferidos no site semanasantaemgoias.cultura.go.gov.br, criado pela Secretaria da Cultura de Goiás (Secult).

Às 6h desta Segunda-Feira Santa (25) ocorreu a primeira Via Sacra, no Santuário de Aparecida. A programação se repete na Terça-Feira Santa, na Capela de Nossa Senhora da Guia. Nestes dois dias, as tradicionais missas são realizadas em diferentes igrejas vilaboenses.

A Quarta-Feira Santa (27) conta com missas e celebrações em diferentes igrejas da cidade de Goiás durante o dia, em preparação ao ponto alto das celebrações, a Procissão do Fogaréu. Às 17h, o Fogareuzinho, versão infantil da celebração, sai do Quartel do XX e segue até o Santuário de Rosário.

Às 23h59, em frente ao Museu de Artes Sacras da Boa Morte, tem início a Procissão do Fogaréu, a mais importante manifestação turística e religiosa da antiga capital goiana. Patrimônio Cultural e Imaterial de Goiás, o evento simboliza a busca e a prisão de Jesus Cristo.

Na encenação, devotos vestidos com capas coloridas, chamados de farricocos, invadem a antiga Vila Boa com tochas e percorrem a famosa Procissão do Fogaréu, uma tradição iniciada no século XVIII. A expectativa de público dos organizadores da celebração é, neste dia, mais de 20 mil turistas estejam na cidade histórica.

Já a Quinta-Feira Santa (28) marca o início do Tríduo Pascal, com missas do Lava-pés, realizadas no período noturno em diferentes igrejas da cidade. Às 23h30, tem início a Procissão dos Penitentes, em frente à Igreja São Francisco de Paula. São homens em vestes brancas, carregando tochas, cantando e orando para as almas dos mortos.

Uma extensa programação marca a Sexta-Feira da Paixão (29). Às 5h, é realizada a Via Sacra nas capelas São Vicente e na Nossa Senhora Aparecida. Ao longo do dia, há programações diferentes em vários pontos da antiga capital. Às 20h, começa a Cerimônia da Dramatização do Descendimento da Cruz no Largo do Chafariz, seguida da Procissão do Senhor Morto.

O Sábado Santo (30) é considerado um dia de silêncio, retiro e oração, com a Vigília Pascal em três igrejas e a Visita ao Cristo Sepultado, das 8h às 15h, no Santuário Nossa Senhora do Rosário.

O Domingo de Páscoa (31), uma das festividades mais importantes para o cristianismo, é marcado por missas pela manhã e também à noite. Em uma delas, às 9h, no Santuário do Rosário, é realizada a saída da Folia do Divino Espírito Santo.

Para a titular da Secretaria da Cultura (Secult), Yara Nunes, a programação da Semana Santa representa uma tradição de quase 300 anos, com uma beleza e simbologia que fazem da cidade de Goiás um dos mais importantes destinos nesta época do ano no país.

“A fé e a cultura do povo atraem milhares de turistas de todo o mundo até a nossa querida Vila Boa. Com o reforço na estrutura garantida pelo Governo de Goiás, a expectativa é que a edição de 2024 da Semana Santa faça com que cerca de 70 mil pessoas visitem a cidade nos próximos dias de celebrações”, afirma a secretária.

RIQUÍSSIMA

O diácono Heber da Rocha Rezende Júnior ressalta que além do aspecto religioso, a Semana Santa na cidade de Goiás é riquíssima em detalhes culturais, artísticos, gastronômicos, musicais e artesanais que atraem turistas e mobiliza a comunidade local, movida pela fé, mas também pela tradição.

Heber classifica a Procissão do Fogaréu que, mesmo há 46 anos participando da programação, ainda se emociona com todo o ritual que transporta a todos para outra época. O diácono já esteve à frente da Irmandade do Senhor de Bom Jesus dos Passos e da Organização Vilaboense de Artes e Tradições (Ovat), duas das realizadoras da Semana Santa na cidade de Goiás.

“A expectativa é de que seja um ano com quantitativo de turistas bem maior do que os anteriores. Pelo o que a gente está percebendo, com as pousadas lotadas e pelos comentários da própria imprensa, isso deve se confirmar”, afirma Heber.

O diácono destaca o respaldo fundamental da Prefeitura de Goiás no evento, garantindo toda a infraestrutura, e também do governo estadual, com recursos importantes para a edição deste ano. Heber cita ainda o apoio de toda a comunidade, presente em cada detalhe da Semana Santa.

SITE INFORMATIVO

A Secretaria da Cultura (Secult) criou um site informativo exclusivo sobre a Semana Santa da cidade de Goiás: semanasantaemgoias.cultura.go.gov.br .  Constam no portal toda a programação, com a história e informações de cada celebração e procissão do evento religioso.

INVESTIMENTO

Neste ano, a Semana Santa na cidade de Goiás recebeu o apoio financeiro do governo estadual, por meio da Secult, que investiu R$ 260 mil via Programa Goyazes com o patrocínio do grupo Equatorial Energia.

O recurso custeia gastos com limpeza, figurino, decoração, divulgação, equipe de produção, som, iluminação, além do pagamento de serviços de acessibilidade, e de reparos e manutenção da fanfarra.

A programação ainda tem o patrocínio da TV Anhanguera e conta com o apoio do Programa Goiás Social, Prefeitura de Goiás e Câmara Municipal.

O EVENTO

A Semana Santa na cidade de Goiás é realizada pela comunidade vilaboense junto à Diocese de Goiás – Catedral de Sant’Ana; Organização Vilaboense de Artes e Tradições (OVAT); Santuário Diocesano de Nossa Senhora do Rosário e Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Passos.

São 40 dias de atividade em que a memória coletiva e raízes religiosas da cidade são exaltadas em momentos de fé e devoção.

POTENCIAL TURÍSTICO

O turismo religioso é um dos principais atrativos da cidade de Goiás, que foi a primeira capital do Estado e é tombada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Além dos eventos tradicionais como a Semana Santa e Romaria de Nossa Senhora Aparecida, o município possui importantes igrejas que fazem parte da história do Estado:

  • Nossa Senhora Aparecida, no povoado de Areias;
  • Rosário;
  • São Vicente de Paula;
  • Catedral de Sant’Ana, que atualmente está sendo restaurada pelo governo estadual, entre outras.

A previsão é que a programação religiosa da Semana Santa leve, neste ano, mais de 70 mil turistas até a cidade de Goiás.

ACESSIBILIDADE

A Semana Santa na cidade de Goiás de 2024 será acessível a todos os públicos. Foram contratados intérpretes de libras para as cerimônias.

Também serão criadas áreas reservadas próximas ao palco das celebrações e atrações para acesso de pessoas idosas, pessoas com deficiência, gestantes e lactantes. Nestes espaços, integrantes da diocese e voluntários atuarão ainda como apoio às pessoas que precisam de auxílio.

Foto: Secult