Combustíveis tiveram aumento médio de 46% no ano de 2021

Da Redação
04/01/2022 - 17:05
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Combustíveis tiveram aumento médio de 46% no ano de 2021

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), que o custo da gasolina oscilava entre R$ 5,2 e R$ 7,9. O diesel passou de R$ 3,60 para R$ 5,30. O etanol teve o aumento de 58%, de R$ 3,20 em janeiro para R$ 5,10 em dezembro.

Em 2021, a Petrobras operou 16 reajustes no preço da gasolina e 12 no preço do diesel.

A política de preços dos combustíveis é uma decisão política do presidente Jair Bolsonaro e do presidente da Petrobrás, o general Joaquim Silva, nomeado pelo presidente. A decisão dos dois é de fazer reajustes contínuos no preço seguindo o valor do dólar, isso faz com que o preço fique muito alto para o consumidor brasileiro. Quem ganha com isso? Os acionistas privados da Petrobrás, sejam eles nacionais ou investidores estrangeiros.

Com informações da ANP e do jornal Metrópoles