Cursos da UEG de Aparecida tem desempenho de excelência no Enade

0
378

Resultado demonstra a qualidade do ensino superior ofertado pelas instituições do município

O Campus da UEG de Aparecida de Goiânia obteve nota de excelência no Enade 2015 em três cursos: Administração, que apresentou a nota máxima, 5, e os cursos de Ciências Contábeis e Tecnologia em Gestão Pública, que tiveram nota 4. Os dados do ENADE, referentes ao triênio 2013, 2014 e 2015, foram divulgados pelo Ministério da Educação na última quarta-feira, 08.

Em 2015, o exame avaliou o desempenho de estudantes dos cursos de Ciências Humanas e Sociais. O resultado positivo da unidade de Aparecida ajudou a Universidade Estadual de Goiás (UEG) a manter a nota 3 no Índice Geral de Cursos (IGC), segundo avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

“Como prefeito, sei do esforço dos gestores e do corpo docente da UEG de Aparecida. Merecem nosso reconhecimento, sobretudo por preparar nossos jovens e adultos para o mercado de trabalho. Nos orgulha saber que sempre teremos profissionais bem formados em nossa cidade, mão de obra qualificada e trabalhadores querendo se aperfeiçoar cada vez mais”, reconheceu o prefeito Gustavo Mendanha.

Para ele, resultados como o da UEG movimentam a cidade de forma positiva. “Ampliamos nosso poder de atração de empresas e investimentos, porque sabem que aqui contarão com bons profissionais. Isso aumenta a geração de empregos e a renda da nossa gente. Todos ganham com este processo, que começa na sala de aula. Em contrapartida, o poder público tem que continuar cumprindo seu papel, de criar as melhores condições para a permanência destas universidades na cidade e atraindo outras instituições para contemplar todos os nossos estudantes que querem cursar uma faculdade no seu município”, reiterou o gestor.

Nesse sentido, a própria UEG tem sido parceria da gestão municipal, ao criar condições de funcionamento para a Universidade Federal de Goiás (UFG) em Aparecida. Desde 2014, a UEG sede espaço físico para o funcionamento dos cursos já iniciados pela federal até que seu primeiro anexo do seu câmpus fique pronto. A previsão é para este ano. Mas o início de suas atividades no município só foi possível pela colaboração entre instituições e Prefeitura, que também cedeu servidores.

“Aparecida já é conhecida, no Estado e fora dele, como uma cidade universitária. Muitas instituições de ensino superior vieram para cá nos últimos oito anos. Outras estão viabilizando suas instalações, como a UFG, agora também ficaremos conhecidos pela qualidade do ensino de nossas instituições”, afirmou o prefeito.

Equilíbrio entre as unidades

Os cursos do câmpus de Aparecida integram um universo de 32% dos cursos da instituição que conquistaram notas 5 e 4. Uma evolução de mais de 100% em relação a 2013, quando o porcentual de cursos avaliados com nível de excelência foi de 15%.

Os câmpus da UEG do interior também tiveram destaque. Com 41 câmpus em 39 municípios, a UEG registrou nota 4 em várias unidades no interior. É o caso dos cursos de Administração de Sanclerlândia; de Ciências Contábeis do Câmpus de Ciências Socioeconômicas e Humanas, em Anápolis; e Tecnologia em Design de Moda, em Trindade.

Com os resultados divulgados, a UEG confirma a qualidade ensino superior oferecido em todo o Centro-Oeste, com 134 cursos presencias em todas as regiões do Estado, além de outros quatro à distância, e demonstra que existe equilíbrio na qualidade do ensino ofertado tanto no interior quanto na região metropolitana.

Destaca-se ainda, no caso de Aparecida de Goiânia, o fato de que a maior parte dos alunos que frequentam a instituição são cidadãos aparecidenses, garantindo que o conhecimento adquirido será revertido em serviços, ações e projetos que beneficiarão a própria cidade.

“A primeira turma em 2010 a maioria era de outras cidades, uma minoria era daqui de Aparecida. Com o projeto que elaboramos depois de 2010 para tornar a unidade conhecida, o número de estudantes da UEG que são do município aumentou, passando dos 70%. Isso é um ganho para a cidade, que terá mão de obra para as indústrias dos polos industriais, e muitos já estão estagiando nessas empresas”, destacou a diretora da UEG Aparecida, Maria Lúcia Pacheco Duarte dos Santos.

O que é o Enade?

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. O exame é obrigatório e a situação de regularidade do estudante no Exame deve constar em seu histórico escolar. A primeira aplicação do Enade ocorreu em 2004 e a periodicidade máxima da avaliação é trienal para cada área do conhecimento.

O objetivo do Enade é avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial, integrando o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Os resultados do Enade, aliados às respostas do Questionário do Estudante, constituem-se insumos fundamentais para o cálculo dos indicadores de qualidade da educação superior: Conceito Enade, Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) – um indicador que sintetiza a qualidade dos cursos de uma mesma instituição –, todos normatizados pela Portaria nº 40, de 2007, republicada em 2010.

Esses indicadores mensuram a qualidade dos cursos e das instituições do país, sendo utilizados tanto para o desenvolvimento de políticas públicas para a educação superior quanto como fonte de consultas pela sociedade.