Daniel Vilela inaugura hospital municipal em Joviânia

Unidade de saúde tem previsão de atender 100 pessoas por dia (Foto: André Costa)

Da Redação
26/02/2024 - 10:11
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Daniel Vilela inaugura hospital municipal em Joviânia

Representando o governador Ronaldo Caiado, o vice-governador de Goiás, Daniel Vilela, inaugurou na última sexta-feira (23/02), o Hospital Municipal de Joviânia. Na ocasião, ele ressaltou o compromisso do governo do estado em prestar atendimento de qualidade a todos os goianos.

Durante discurso, Daniel Vilela frisou que o Governo de Goiás investe maciçamente para levar saúde de qualidade a todos os municípios goianos.

“Ao longo dos cinco anos de governo, Ronaldo Caiado tem conseguido investir na regionalização da saúde, com hospitais de primeira qualidade, com a mais moderna tecnologia, bons profissionais e gestões eficientes”.

Como exemplo, ele citou os hospitais de Luziânia, Jataí, Formosa, Porangatu – que atendem a população de seus municípios e região.

HOSPITAL MUNICIPAL DE JOVIÂNIA

Em Joviânia, serão oferecidos atendimentos nas áreas de clínica e cirurgia geral, psiquiatria, pediatria, ginecologia e obstetrícia. Além disso, o hospital terá exames de raio-x, ultrassonografia, eletrocardiograma laboratorial, holter, mapa e eletroencefalograma.

A unidade tem capacidade para atender cerca de 100 pacientes/dia e deve se tornar referência em saúde para a região.

A construção do hospital foi iniciada em 2014, mas a conclusão se deu apenas 10 anos depois. A atual gestão foi a responsável por 70% das obras. O custo total da unidade foi de R$ 4 milhões, provenientes do erário municipal, do Governo de Goiás e de emendas parlamentares – sendo que R$ 500 mil foram repassados por Daniel Vilela, em seu mandato de deputado federal, usados também para equipar o laboratório municipal.

Para o prefeito de Joviânia, Renis Eustáquio, a inauguração “é um momento ímpar para a cidade, que tanto necessita do hospital”. Ele completou ainda que a cidade não tinha um hospital próprio e pagava aluguel a um particular. “Além de nós economizarmos esse dinheiro, Joviânia vai ser referência na saúde para a região”.