Datafolha: Bolsonaro cai e Lula pode vencer no 1º turno

O levantamento contou com 5.926 entrevistas feitas em 300 municípios

Da Redação
16/09/2022 - 07:35
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Datafolha: Bolsonaro cai e Lula pode vencer no 1º turno

Pesquisa do Datafolha, divulgada na noite desta quinta-feira (15), aponta que o ex-presidente Lula (PT) segue firme na liderança e ainda ampliou a vantagem para Jair Bolsonaro (PL).

Segundo o levantamento, o petista manteve os mesmos 45% que já tinha no último estudo Datafolha, do dia 9 de setembro. Já Bolsonaro caiu 1 ponto percentual: tinha 34% e agora marca 33%. Com isso, a diferença entre os dois candidatos passou a ser 12 pontos.

Ciro Gomes (PDT), por sua vez, foi de 7% para 8%, enquanto Simone Tebet (MDB) manteve os mesmos 5% que já tinha na pesquisa anterior.

Em votos válidos, isto é, desconsiderando os brancos e nulos, Lula chega a 48%. Ou seja, há fortes chances do petista vencer a eleição já no primeiro turno, já que, para isso, basta 50% e mais 1 voto.

Confira os números

Lula (PT): 45%

Jair Bolsonaro (PL): 33%

Ciro Gomes (PDT): 8%

Simone Tebet (MDB): 5%

Soraya Thronicke (União Brasil): 2%

Em branco/nulo: 4%

Não sabe: 2%

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados aos eleitores, Lula registrou crescimento de 2 pontos e marca 41% das intenções de voto. Bolsonaro, por sua vez, fez o caminho contrário: foi de 31% para 30%.

Veja os números

Lula (PT): 41%

Jair Bolsonaro (PL): 31%

Ciro Gomes (PDT): 4%

Simone Tebet (MDB): 3%

Outros: 3%

Em branco/nulo/nenhum: 5%

Não sabe: 15%

Segundo turno 

Em um eventual segundo turno, de acordo com o Datafolha, Lula venceria Bolsonaro. O petista marca 54% (crescimento de 1 ponto com relação ao último estudo), enquanto Bolsonaro registra 38% (queda de 1 ponto).

O levantamento contou com 5.926 entrevistas feitas em 300 municípios brasileiros entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.