Sumiço de garoto de 9 anos em Goiás completa dois meses sem solução

Polícia Civil segue investigando o desaparecimento da criança, que foi vista pela última vez em Rio Verde (GO).

Da Redação
03/01/2024 - 12:17
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Sumiço de garoto de 9 anos em Goiás completa dois meses sem solução

Pedro Lucas desapareceu após deixar irmão na escola  em cidade do sudoeste goiano. Divulgação/PCGO

O desaparecimento do garoto Pedro Lucas, de 9 anos, completou dois meses sem solução. A Polícia Civil de Goiás (PCGO) ainda investiga o sumiço da criança, que foi visto pela última vez em Rio Verde, no sudoeste goiano, no dia 1º de novembro de 2023. O caso é tratado como possível homicídio.

“Todos os dias eu penso nele, eu sempre creio que meu filho está vivo e que ele vai aparecer”, disse a mãe do menino, Elisângela Pereira Santos.

A mulher, que está grávida de 9 meses, lamentou que esse foi o primeiro Natal que passou longe do filho.

“Eu sonho com ele todos os dias. Que meu filho vai aparecer no portão e chamar ‘mamãe’. Meu filho não está morto, não. Meu filho está vivo. Eu creio, porque sou mãe e sei”, completou a mãe.

Pistas
A investigação é conduzida pelo delegado Adelson Candeo, que já recebeu diversos vídeos e pistas sobre o possível paradeiro de Pedro Lucas. Um deles mostra o garoto conversando com uma amiga perto da casa onde ele morava. A menina já prestou depoimento, mas as informações que ela tinha não revelaram novidades para a investigação.

Ainda em novembro, a Polícia Militar divulgou um vídeo em que Pedro Lucas aparece próximo à casa da família às 12h50, no dia 1º de novembro, data em que desapareceu.

Na data, Pedro Lucas levou o irmão mais novo para a escola e seguiu para a unidade escolar onde estuda. O menino esteve nas aulas pela manhã e não foi mais visto.

Uma força-tarefa chegou a ser montada para fazer as buscas ao garoto. Vizinhos, familiares e amigos foram ouvidos e, no entanto, não houve avanço e o caso é marcado pela falta de informações.

Um vereador de Rio Verde entrou em contato com a Polícia Civil e chegou a oferecer R$ 10 mil de recompensa para quem der informação válida que leve ao paradeiro do garoto Pedro Lucas.

Metrópoles