Em Aparecida 35 postos mantém vacinação de segunda a sexta-feira

As vacinas são seguras e protegem os imunizados, além de contribuir, coletivamente, para evitar a reintrodução no Brasil de doenças graves como a paralisia infantil    

Da Redação
25/10/2023 - 05:41
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Em Aparecida 35 postos mantém vacinação de segunda a sexta-feira

As vacinas são seguras e protegem os imunizados, além de contribuir, coletivamente, para evitar a reintrodução no Brasil de doenças graves como a paralisia infantil    

A Secretaria de Saúde de Aparecida (SMS) continua vacinando a população, desde crianças até idosos, em 35 postos fixos que funcionam de segunda a sexta-feira ofertando todas as vacinas do Programa Nacional de Imunizações (PNI). A SMS alerta a todos para que compareçam o quanto antes aos postos para fazer a atualização vacinal. Uma das principais preocupações da pasta é o perigo da volta de doenças graves ao País. Em 2022, o Brasil foi reclassificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com altíssimo risco para reintrodução da paralisia infantil, especialmente nos públicos infantil e adolescente.

Nos postos estão disponíveis imunizantes contra a poliomielite (Paralisia infantil), febre amarela, sarampo, caxumba, influenza (Gripe) e covid-19, bem como as vacinas hepatite A e B, rotavírus, pentavalente, DTP, DT, pneumo 10, meningo C, meningo ACWY, HPV, Pfizer baby e Pfizer pediátrica, dentre outras.

Ao chegar nos postos com documentos pessoais (RG ou Certidão de Nascimento e CPF ou Cartão SUS) e o cartão de vacinação, os profissionais avaliam e administram as vacinas necessárias para cada pessoa de acordo com a faixa etária e outros critérios médicos. Se a pessoa não tiver o cartão vacinal, os profissionais farão um novo.

Vacina bivalente

A aplicação da vacina bivalente da Pfizer, que protege a população contra novas variantes do coronavírus, segue na cidade. Qualquer pessoa acima de 18 anos que já tenha recebido pelo menos duas doses de vacinas monovalentes há quatro meses, independentemente do fabricante, pode receber o imunizante bivalente.

Horários dos postos

A vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) funciona de segunda a sexta das 7h30 às 16h30. Na Central de Imunização funciona de segunda a sexta, das 8h às 18h, e, aos sábados, das 8h às 13h. Já a sala de vacinação da Maternidade Marlene Teixeira fica aberta de segunda a sexta das 8h às 18h. Os postos de imunização não funcionam em feriados e pontos facultativos. Confira os locais:

  • UBS Andrade Reis
  • UBS Colina azul
  • UBS Riviera
  • UBS Jardim Florença
  • UBS Independência Mansões
  • UBS Tiradentes
  • UBS Pontal Sul 2
  • UBS Papillon Park
  • UBS Mansões Paraiso
  • UBS Bairro Ilda
  • UBS Cruzeiro do Sul
  • UBS Bairro Cardoso
  • UBS Delfiore
  • UBS Madre Germana
  • UBS Jardim dos Ipês
  • UBS Bandeirantes
  • UBS Caraíbas
  • UBS Garavelo Park
  • UBS Buriti Sereno
  • UBS Campos Elisios
  • UBS Bairro Independência
  • UBS Anhambi
  • UBS Rosa dos ventos
  • Maternidade Marlene Teixeira
  • UBS Jardim Paraíso
  • UBS Jardim Olímpico
  • UBS Santa Luzia
  • UBS Bela Vista
  • UBS Jardim dos Buritis
  • UBS Nova Olinda
  • UBS Retiro do Bosque
  • UBS Chácara São Pedro
  • UBS Expansul
  • UBS Santo André
  • Central de Imunização

Balanço da Multivacinação

Já na Campanha Nacional de Multivacinação 2023, realizada de 30 de setembro até o último 14 de outubro, que visava atualizar o calendário vacinal de crianças e adolescentes com até 15 anos de idade, foram aplicadas 6.297 doses no município. A coordenadora de Imunização da SMS, Renata Cordeiro, destaca que “o número é baixo considerando que temos aproximadamente 38.000 crianças e adolescentes menores de 15 anos residentes em Aparecida”.

Vacinação escolar em Aparecida

Nesse sentido, ela acrescenta que “continuamos buscando estratégias para alcançar este público, garantindo que as doenças fiquem longe das nossas crianças e adolescentes. Uma iniciativa é a continuidade da vacinação que fazemos em todas as escolas municipais e CMEI’s, em cerca de 15% da rede escolar estadual e privada e em todos os Colégios Militares. Vale lembrar que agora, de acordo com a Lei Estadual nº 22.243 de 28 de agosto de 2023), todas as crianças precisarão comprovar, por meio do certificado de vacinação, que estão com as vacinas atualizadas para a realização da matrícula no ano de 2024”.