Estadão: Aparecida entre as 100 cidades mais inteligentes do Brasil

Prefeito Vilmar Mariano atribui resultado ao programa Cidade Inteligente, que usa a tecnologia para melhorar a prestação dos serviços do município

Da Redação
10/10/2022 - 18:37
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Estadão: Aparecida entre as 100 cidades mais inteligentes do Brasil

Prefeito Vilmar Mariano atribui resultado ao programa Cidade Inteligente, que usa a tecnologia para melhorar a prestação dos serviços do município

Aparecida de Goiânia está entre as 100 cidades inteligentes do Brasil. É o que confirma o ranking Connected Smart Cities, publicado na terça-feira (05) no jornal Estadão, de São Paulo, um dos veículos de comunicação mais tradicionais do País.

Publicado anualmente desde 2015, o ranking Connected Smart Cities (Cidades Inteligentes Conectadas) busca mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil.

O relatório analisa o desempenho dos municípios em 75 indicadores, segmentados em 11 eixos temáticos, que são: urbanismo, tecnologia e inovação, saúde, segurança, mobilidade, economia, educação, governança, meio ambiente e empreendedorismo.

Aparecida é um dos três municípios goianos pontuados no grupo das 100 cidades inteligentes do Brasil. A cidade aparece no ranking junto com Goiânia e Anápolis.

“A entrada de Aparecida nesse ranking mostra que os esforços para tornar o nosso município uma cidade inteligente estão surtindo o efeito que verdadeiramente importa: melhorar a vida do cidadão e simplificar o acesso do contribuinte aos serviços prestados pela Prefeitura de Aparecida”, analisa o prefeito Vilmar Mariano. Ele comemora o resultado.

Programa Cidade Inteligente

Num investimento superior a R$ 50 milhões, a Prefeitura de Aparecida tem implementado nos últimos anos o programa Cidade Inteligente.

A iniciativa usa a tecnologia para desonerar os cofres públicos, conectar todas as áreas da administração municipal (através de 720 quilômetros de fibra óptica já instalados), aumentar a segurança da cidade com videomonitoramento, universalizar o acesso à internet (com 200 pontos de wifi instalados em praças públicas) e desburocratizar a prestação dos serviços oferecidos pela Prefeitura aos cidadãos.

Um dos braços do programa Cidade Inteligente que mais se destacam é o da segurança pública. Imagens captadas por câmeras de alta resolução, equipadas com inteligência artificial que identifica padrões de comportamento e lê placas de veículostêm ajudado a coibir crimes nas ruas, praças e prédios públicos da cidade.

Câmeras registram a movimentação nas principais ruas e avenidas da cidade – Foto: Wigor Vieira

Mais de 400 entre 650 câmeras adquiridas para esse videomonitoramento já estão em funcionamento. A estimativa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação é que esse número chegue a 500 ainda neste ano e que a totalidade dos 650 equipamentos esteja em operação em 2023.

As centenas de câmeras já instaladas vigiam todas as vias de entrada e saída em Aparecida, bem como as avenidas de maior movimento de veículos e pedestres, as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e CAIS do município.

O videomonitoramento também alcança os prédios de repartições das Secretarias de Saúde e de Educação com mais de 3 mil câmeras instaladas para essa finalidade.

Sistema monitora áreas internas e externas das escolas de Aparecida – Foto: Rodrigo Estrela

“Os recursos do videomonitoramento realizado no Centro de Inteligência Tecnológica, o CIT, têm feito toda a diferença na segurança pública. Mas o programa Cidade Inteligente é muito mais abrangente e, em breve, com o prontuário eletrônico, vai provocar melhorias também na saúde, entre todas as áreas beneficiadas com essa iniciativa”, finaliza o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Hans Miller.