Gustavo reafirma parceria com o setor empresarial para gerar desenvolvimento e emprego

Da Redação
13/04/2022 - 22:20
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Gustavo reafirma parceria com o setor empresarial para gerar desenvolvimento e emprego

Durante reunião na Aciag, no final da tarde desta terça-feira (12), o pré-candidato ao governo de Goiás Gustavo Mendanha (Patriota), teceu críticas à falta de investimentos por parte do Estado, que ocasiona em problemas estruturais, refletindo diretamente na política de atração industrial.

Gustavo citou que tem andado o Estado e comprovado as deficiências em energia elétrica,  saneamento e estradas. “Para terem ideia, segundo a Confederação Nacional dos Transportes, apenas 35% das estradas estão em bom estado. A energia é a 3ª pior do Brasil, e os problemas não param por aí. Nós vamos apresentar ao Estado o que pode ser feito para mudar isso”, disse. Ele lembrou ainda de seu incentivo para a criação de um Comitê Permanente Desburocratização, com a participação de vários órgãos, entre eles, a Prefeitura de Aparecida.

Quatro elementos foram elencados pelo presidente da Aciag, Leopoldo Moreira, como primordiais para a melhoria do segmento: desburocratização, melhoria da energia elétrica e matéria prima, além da qualificação da mão de obra.

Vilmar Mariano, que assumiu o cargo de prefeito após a saída de Mendanha, afirmou que dará continuidade ao trabalho iniciado pelo antecessor e que está aberto para o diálogo com o setor.

Um dos maiores feitos de Gustavo Mendanha à frente da Prefeitura de Aparecida foi o salto de desenvolvimento no segmento empresarial, que saiu de um quadro de 35 mil empresas ativas, na gestão de Maguito Vilela, para mais de 60 mil.

Mendanha ressaltou a importância do setor como mola propulsora de Aparecida. O pré-candidato lembrou que a transformação foi iniciada na gestão do então prefeito Norberto Teixeira  com a criação do primeiro polo e com importantes contribuições de Ademir Menezes, ao desapropriar terras para ampliar o núcleo empresarial. Atualmente, Aparecida possui sete polos empresariais e se consolida como um local propício para a formação de negócios.

A realidade de Aparecida nem sempre foi essa. Há algumas décadas a cidade era conhecida como local dormitório. Esse período foi relembrado pelo ex-presidente da Aciag, Sandro Maronezi, ao chamar os empresários contemplados com a escritura de “heróis” por terem acreditado no município, mesmo quando as notícias não eram as melhores.

O ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Aparecida, Marlúcio Pereira, que era cotado para a disputa para o legislativo goiano, explicou que está totalmente dedicado ao projeto de oposição, que terá um olhar voltado para as indústrias.