Human Rights Watch denuncia uso de fósforo branco por Israel em Gaza

Uuso em áreas densamente povoadas, como Gaza, viola as leis humanitárias internacionais,

Da Redação
14/10/2023 - 04:22
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Human Rights Watch denuncia uso de fósforo branco por Israel em Gaza

Human Rights Watch

A organização não governamental também disse ter confirmado o uso da substância através do depoimento de testemunhas. Segundo a HRW, o fósforo branco – usado como cortina de fumaça para ações militares – pode causar queimaduras severas e efeitos danosos de longo prazo aos sobreviventes.

A ONG explica que o fósforo branco não é considerado uma arma química, porque não tem efeitos tóxicos e opera primordialmente por chamas e calor. Por isso, seu uso não é proibido pelas convenções internacionais.

Leis são violadas

No entanto, segundo a HRW, seu uso em áreas densamente povoadas, como Gaza, viola as leis humanitárias internacionais, que requerem que “as partes envolvidas no conflito adotem todas as precauções possíveis para evitar ferimentos e perdas de vidas de civis”.

A HRW também afirma que fósforo branco foi usado em áreas rurais do sul do Líbano, na terça-feira (10). Em resposta à Agência Brasil, as Forças de Defesa de Israel (IDF) informaram que “não usam esse tipo de arma”.