Inscrições para o Enem podem ser feitas a partir desta segunda-feira

Interessados em participar do certame, que será aplicado nos dias 5 e 12 de novembro, têm até o dia 16 de junho para fazer o cadastro. Taxa de inscrição é R$ 85 e deve ser paga até 21 de junho

Da Redação
04/06/2023 - 17:16
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Inscrições para o Enem podem ser feitas a partir desta segunda-feira

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam nesta segunda-feira (5). Interessados em participar do certame, que será aplicado nos dias 5 e 12 de novembro, têm até o dia 16 de junho para fazer o cadastro na Página do Participante. A taxa de inscrição é R$ 85 e deve ser paga até 21 de junho.

O edital com o cronograma e as regras para o Enem 2023 foi publicado no início do mês. Além de apresentar as datas e os horários do exame, o texto detalha os documentos necessários e as obrigações do participante, incluindo situações em que o candidato pode ser eliminado.

A publicação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) traz também critérios para correção das provas e procedimentos para pessoas que precisam de cuidados especiais durante o concurso.

Os gabaritos das provas objetivas serão publicados no dia 24 de novembro no portal do Inep. Já os resultados individuais serão divulgados no dia 16 de janeiro de 2024 no mesmo site.

Acesso à universidade

Com o Enem, é possível ingressar em diversas universidades pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (Prouni). Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o exame como método de seleção de estudantes.

O teste também serve para que os estudantes acessem auxílios governamentais como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O resultado também pode ser utilizado para processos seletivos em instituições de ensino de Portugal que possuam convênio com o Inep.

Qualquer cidadão que concluiu o ensino médio ou está no último ano da educação básica pode fazer o Enem para usá-lo como acesso ao ensino superior.

Quem ainda não concluiu o ensino médio pode fazer o teste como “treineiro”, servindo de autoavaliação.

O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado em 1988, com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao final da educação básica. Foi a partir de 2009 que a metodologia foi aperfeiçoada e a prova começou a ser utilizada como mecanismo de acesso ao ensino superior.

Com informações da Agência Brasil e CNN