Lula desfila em carro aberto numa Brasília tomada por 300 mil pessoas

Lula embarcou no carro presidencial, ao lado do vice, Geraldo Alckmin (PSB), e de Rosângela da Silva, a Janja, e Lu Alckmin

Da Redação
01/01/2023 - 13:34
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Lula desfila em carro aberto numa Brasília tomada por 300 mil pessoas

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), chegou às 14h26 deste domingo (1º) à Catedral Metropolitana, onde entrou no Rolls-Royce presidencial para o trajeto até o Congresso Nacional, onde formalizará a posse. Havia dúvida se ele usaria veículo aberto, devido a preocupações com a segurança. Mas Lula embarcou no carro presidencial, ao lado do vice, Geraldo Alckmin (PSB), e de Rosângela da Silva, a Janja, e Lu Alckmin. Sob sol forte, os quatro acenam para a multidão.

Por volta das 14h, a PM do Distrito Federal informou que a Praça dos Três Poderes atingiu a lotação máxima prevista, por questão de segurança, de 40 mil pessoas. Com isso, não será mais permitido o acesso ao local. A previsão era de 300 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios.

Na entrada do Congresso, às 14h42, Lula e Alckmin foram recebidos pelos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). No plenário, será feito o juramento à Constituição, além do primeiro pronunciamento do presidente Lula, que assinará o termo de posse, ao lado de seu vice. Ele também fará discurso no parlatório, no Palácio do Planalto.

Enquanto isso, o futuro ministro da Secretaria de Relações Institucionais, deputado Alexandre Padilha, disse que a passagem da faixa presidencial será uma “surpresa” e um “momento histórico”. Além disso, o discurso no Congresso deverá ter como base a importância de “unir” o país. A cerimônia no parlamento começa por volta de 15h.