Lula inicia o pagamento do programa “Pé-de-Meia”, que garante R$ 200 mensais para estudantes permanecerem no ensino médio

É sagrado garantir que vocês fiquem na escola’, afirma

Da Redação
26/03/2024 - 10:00
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Lula inicia o pagamento do programa “Pé-de-Meia”, que garante R$ 200 mensais para estudantes permanecerem no ensino médio

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou nesta segunda-feira (25) os cartões da Caixa Econômica Federal para alunos da rede pública que farão parte do programa Pé-de-Meia. A partir de amanhã ,o governo começa a pagar a primeira parcela de R$ 200, relativa ao Incentivo-Matrícula. O principal objetivo do programa é combater a evasão escolar. Além disso, pretende reduzir as desigualdades entre os jovens e promover a inclusão social pela educação.

“Muitas crianças desistiam da escola, nem terminavam o (ensino) fundamental porque tinham que trabalhar. Quando se pensou neste programa foi para a gente tentar salvar uma parte ou toda a juventude brasileira, dando a vocês a oportunidade de não desistir da escola para ajudar os familiares. É sagrado para o país, e para o pai e mãe de vocês, a gente garantir que vocês fiquem na escola”, afirmou Lula.

O investimento anual é de R$ 7,1 bilhões, e a estimativa é de atender a cerca de 2,4 milhões de estudantes. O programa prevê o pagamento de incentivos anuais de R$ 3 mil por beneficiário, chegando a até R$ 9,2 mil nos três anos do ensino médio, com o adicional de R$ 200 pela participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na última série.

Critérios

Estão elegíveis a participar do programa alunos de baixa renda matriculados no ensino médio em escolas públicas. Os estudantes elegíveis que integrem famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família têm prioridade na concessão dos incentivos. Similarmente, também têm direito ao benefício jovens que estejam cursando Educação de Jovens e Adultos (EJA) de 19 a 24 anos que atendam aos critérios. Para garantir o recebimento do benefício, no entanto, os alunos precisam ter frequência mínima de 80% das horas letivas durante o mês. Ou ainda 80% de média de frequência ao longo do ano.

“No último Censo Escolar, quase 480 mil jovens, em um ano só, no Brasil, saíram da escola do ensino médio. Se a gente imaginar que nós temos 6,7 milhões de jovens na escola pública brasileira é quase meio milhão de jovens que deixam a escola em um ano no país. E o maior motivo é questões financeiras, é necessidade, muitas vezes, de ajudar a família, ajudar em casa”, frisou o ministro da Educação, Camilo Santana.

Gênios no Brasil, não lá fora

Ao mesmo tempo, Lula aproveitou para antecipar que, no próximo dia 2, o governo vai inaugurar a Faculdade da Matemática, do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), no Rio de Janeiro. O espaço vai receber os vencedores das Olimpíadas de Matemática das escolas públicas. Assim, a cada ano, ingressarão 100 estudantes.

“Vai ter moradia. Já estão comprados os apartamentos e mobiliados. Os primeiros 100 que chegarem já vão viver no centro do Rio de Janeiro. A gente não quer que pessoas que tenham extraordinária inteligência saiam para estudar lá fora, queremos que vocês fiquem no Brasil, estudem no Brasil e sejam gênios do Brasil para ajudar esse país a se transformar numa grande nação”, declarou o presidente.