Lula retoma viagens internacionais e vai à COP28 tentar captar recursos para florestas

Presidente embarca para Oriente Médio e Alemanha em primeiro compromisso fora do país após cirurgia no quadril

Da Redação
26/11/2023 - 07:32
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Lula retoma viagens internacionais e vai à COP28 tentar captar recursos para florestas

presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) embarca nesta segunda-feira (27) para sua primeira viagem internacional desde que passou por uma cirurgia no quadril, em setembro. Na viagem, Lula visitará a Alemanha e o Oriente Médio, onde participará da 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP28), em Dubai.

Lula estará em Dubai na sexta-feira (1º). Além de representar o Brasil na conferência, falará como líder temporário do G20, grupo dos 20 países mais ricos do mundo.

Lá, o presidente discursará sobre a agenda ambiental brasileira e apresentará dados sobre a contenção do desmatamento na Amazônia sob seu governo. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento na região caiu 22% em um ano.

A comitiva brasileira, que contará com várias ministras e ministros, além de outros representantes de governo, setor privado, universidades e sociedade civil, deve ainda apresentar uma proposta para um novo mecanismo de captação de recursos para países com florestas.

O Brasil também deve apresentar uma nova meta para redução da emissão de gases causadores do efeito estufa. A meta atual é de redução de 50% das emissões de 2005 a 2030. A nova deve prever queda de 53%.

“O objetivo principal dessa COP é aprovar o que é conhecido como o Balanço Global do Acordo de Paris. Temos que ter um texto que mostre o que foi feito e o que falta, no contexto dos primeiros oito anos do Acordo. A principal expectativa da COP29 é definir novo patamar para financiar a ação climática e, depois disso, na COP30, o esperado é que os países apresentem suas novas NDCs [Contribuição Nacionalmente Determinada]”, destacou o secretário de Clima, Energia e Meio Ambiente do Ministério das Relações Exteriores (MRE), embaixador André Corrêa do Lago, sobre a viagem.

Outros destinos

Antes de passar pelo COP28, Lula irá a Riade (Arábia Saudita) e Doha (Catar) para tentar captar investimentos para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

No Catar, Lula ainda deve discutir o conflito entre Israel e o Hamas. O país do oriente médio ajudou a intermediar a trégua e mantém interlocução com o Hamas.

“É natural que numa visita deste nível também se inclua uma conversa entre os presidentes sobre a situação no Oriente Médio, sobre a crise e sobre as perspectivas que podem se ver. Para o Brasil, é muito útil ter como interlocutor um país que também dialoga com todas as partes e é um país da região”, disse o embaixador Carlos Sérgio Sobral Duarte, secretário de África e de Oriente Médio do MRE.

Já depois do COP, Lula viajará para a Alemanha. Lá, deve discutir o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia.

Edição: Felipe Mendes – BdF