O direito à informação correta, por Paulo Pimenta

#BrasilContraFake é uma campanha de comunicação institucional do Governo Federal. Não se trata de uma agência de checagem. Os assuntos a serem tratados fazem parte da administração federal, afirma o ministro da Secom

Da Redação
02/04/2023 - 11:59
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

O direito à informação correta, por Paulo Pimenta

É falsa a informação de que vacinas contra Covid-19 causam mal súbito. É falso que houve morte por miocardite em decorrência de vacinas contra a Covid-19 no Brasil. É falso que Lula decretou o fim dos aplicativos de entrega. É falso que o Ministro da Justiça tenha encontrado com traficantes no Complexo da Maré. É falso que a cantora Ludmilla captou R$ 5 milhões da Lei Rouanet. É falso que o Governo Lula fará cortes no Bolsa Família, programa que ele mesmo criou.

É falso, é mentira, é fake news. Diariamente somos soterrados por informações falsas, manipuladas, enganosas, feitas justamente para deturpar, confundir e promover o caos – não importa às custas de quem.

No Brasil, como no resto do mundo, as fake news são um problema social. Diante dessa realidade, a Secretaria de Comunicação Social criou o Site #BrasilContraFake, uma plataforma de esclarecimentos e combate à desinformação muito específica. É para se contrapor a mentiras absolutas, em torno de questões concretas e objetivas. Mentiras que têm sido divulgadas sobre políticas públicas, causando danos à saúde pública, espalhando fraudes financeiras e tentando causar terror às pessoas.

É papel do governo dar segurança e transparência à população sobre políticas públicas que afetam milhares de brasileiras e brasileiros. Bem como sobre atos e ações de seus representantes institucionais.

Como diz o escritor Mark Twain: “Uma mentira pode dar a volta ao mundo, enquanto a verdade ainda calça os seus sapatos”. Por isso, é preciso somar esforços para que a verdade volte a virar hábito, ainda mais em um tempo onde muitas vezes é a mentira que é favorecida pelos algoritmos que as viralizam.

O site se propõe a informar os fatos acerca de temas e programas referentes ao Governo Federal. Portanto, colhemos informações seguras para esclarecer e informar corretamente a população.

Dentro dessa campanha de comunicação institucional, também foram criados três filmes com casos reais de fake news, mostrando como elas podem destruir reputações, famílias e até vida.

#BrasilContraFake é uma ação com presença em rádio, TVs e internet, dentro de uma estratégia de comunicação continuada. A mensagem central é convidar todos para o combate às fake news, mostrar como podemos vencer esta batalha e, assim, frear o ódio, a violência e a destruição que informações falsas e manipuladas podem causar.

Para hospedar todas as peças da campanha, foi criado o site gov.br/brasilcontrafake. Nesse endereço, as pessoas encontram respostas para algumas das principais fake news espalhadas sobre a atuação do Governo Federal, além de dicas de como identificar e denunciar fake news nas redes digitais.

#BrasilContraFake é, portanto, uma campanha de comunicação institucional do Governo Federal. Não se trata de uma agência de checagem. Os assuntos a serem tratados fazem parte da administração federal.

Acreditamos que assim podemos aumentar o alcance da informação de qualidade e contribuir com o trabalho de combate às fake news, que são o mais nocivo tipo de desinformação.

Esse bom combate também já vem sendo feito de forma imprescindível pelo Jornalismo e por agências de checagem. O desafio é imensurável, sabemos. Não é uma ação governamental que vai resolver no estalar dos dedos.

Mas não é razoável que diariamente sejam produzidas fake news e desinformações sobre vacinação, impostos falsos, cortes inexistentes de programas federais, falas absurdas e irreais sobre o presidente da República e o governo não cumpra sua obrigação de esclarecer a população.

Este é um governo que trabalha incansavelmente para reconstruir o Brasil. Para fazer o país voltar a crescer, reconquistar o respeito mundial. E parte disso é ter um governo que esclareça os fatos e não que espalhe fake news. Já vimos que isso causa destruição, principalmente durante a pandemia de Covid-19.

A nossa campanha contra as fake news sempre se aterá ao combate de mentiras espalhadas de forma sistemática nas redes digitais.

Paulo Pimenta, ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom)