Outubro Rosa tem ações nas unidades de Urgências de Aparecida de Goiânia

Além das consultas e exames ofertados nesse mês nas UBS’s, profissionais espalham a conscientização sobre o autocuidado

Da Redação
18/10/2023 - 15:13
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Outubro Rosa tem ações nas unidades de Urgências de Aparecida de Goiânia

Além das consultas e exames ofertados nesse mês nas UBS’s, profissionais espalham a conscientização sobre o autocuidado

Ao longo deste mês, a mobilização do Outubro Rosa, movimento mundial de conscientização sobre os cânceres de mama e do colo do útero, é realizada em todas as unidades da Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida (SMS). Nesta terça-feira, 17, foi a vez do Cais Colina Azul e da Maternidade Marlene Teixeira (MMT) sediarem eventos de orientação e sensibilização das pessoas quanto ao autocuidado e o diagnóstico precoce.

O secretário de Saúde Alessandro Magalhães destaca a importância das atividades: “É rotina para os nossos profissionais lidar com o tema dos cânceres e outras doenças, mas aproveitamos os meses temáticos, como o Outubro Rosa, para nos aprofundarmos em assuntos essenciais e sensibilizarmos nossas próprias equipes e nossos pacientes. Isso é fundamental e convido a todos em Aparecida para que participem e aproveitem ao máximo esses eventos de proteção à saúde integral das pessoas”.

O Gestor informa que o Outubro Rosa tem mobilizado centenas de trabalhadores da SMS por toda a cidade, em meio às atividades normais da rede, e acrescenta que, “ofertamos, até o fim deste mês, nas 42 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) da cidade, das 7h às 17h, atendimentos destinados às mulheres de todas as idades sem necessidade de agendamento prévio. Elas são avaliadas por profissionais de enfermagem e medicina e encaminhadas, se necessário, para a realização de exames e consultas especializadas.”

Saúde dos Trabalhadores

O evento do Outubro Rosa no Cais Colina Azul, na tarde desta terça, 17, foi destinado aos servidores e coordenado pela Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT). No Cais, a mobilização foi organizada pela diretora geral Dávila Melo, pela responsável técnica da unidade, Denise Ribeiro, pela enfermeira Paula Lorrayne e pela técnica em enfermagem Kássia Odília, ambas do Núcleo de Vigilância (NVT) local, além da enfermeira Milvane Alves e do técnico de enfermagem Raimundo Frank, os dois da Urgência. Também participaram a enfermeira e professora dos estagiários da UNIP, Jéssica da Silva, o servidor administrativo Elke Tavares e o assistente social José Henrique.

A chefe da Vigilância em Saúde do Trabalhador, Ana Mari Soares Dickmann, presente no evento e acompanhada da enfermeira Shirley Rezende, da técnica em Segurança do Trabalho, Meire Alves, e do psicólogo Cássio Fernandes, todos da VISAT, conta que eles estão indo em todas as unidades de Urgência e Emergência da SMS para sensibilizar os servidores sobre os temas do Outubro Rosa com foco no autocuidado: “Estamos reforçando para quem cuida dos outros que é indispensável cuidar de si mesmo também. É preciso proteger a própria saúde para viver melhor e para aprimorar a atenção prestada aos nossos usuários ”.

Numa sala decorada com balões cor-de-rosa e cartazes, os servidores receberam panfletos educativos e ouviram atentamente às orientações e à palestra da enfermeira Nara Borges Ferreira, da Regional de Saúde Centro-Sul da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Com 23 anos atuando na enfermagem, Nara Borges frisa: “Os trabalhadores da Saúde cuidam de muita gente e se esquecem de si mesmos. Costumam falhar no autocuidado. Então, percebemos que os profissionais, principalmente os das urgências, com a correria diária no trabalho e em casa, precisam ser lembrados e sensibilizados. Estamos aqui para que parem um pouco suas atividades para pensar se estão em dia com seus exames pessoais e atentos à saúde.”

A responsável técnica do Cais Colina Azul, Denise Ribeiro, elogiou e agradeceu a iniciativa: “É gratificante participar desse momento vital para nós. É básico lembrar do autocuidado, mas aí não o priorizamos e vamos adiando. Assim, as doenças chegam com mais força porque não as detectamos a tempo. Falamos muito em conscientizar nossos usuários para uma vida mais plena e saudável e muitas vezes não fazemos isso em nossas próprias vidas.”

Reflexão e mudança de vida

Acadêmica de enfermagem no 7º período na UNIP e estagiária no Cais Colina Azul, Nara Juliane Xavier afirma: “Nos preocupamos em desenvolver um trabalho de excelência para a comunidade, porém nos esquecemos do básico com nós mesmos. Nosso corpo e mente precisam de atenção assim como os dos pacientes. Se me cuido e estou bem, física e psicologicamente, isso influencia diretamente o meu desempenho no trabalho. Quanto melhor eu estiver, mais eficaz será o atendimento que fornecerei ao próximo”.

A esteticista Rita de Ângelis, que foi ao Cais buscar um medicamento, aproveitou para participar da palestra. “Para mim foi bom ouvir e falar sobre o câncer porque é um assunto que me preocupa. Na minha casa não falo disso porque perdemos parentes para a doença. Aqui tirei dúvidas, falei da angústia da minha família, desabafei um pouco e aprendi muito. Sei que devo me cuidar mais”, conta Rita.

Outubro Rosa na Maternidade

Na Maternidade Marlene Teixeira a tarde também foi de conscientização do Outubro Rosa. Lá, a mobilização foi organizada pela diretora geral, Grazziele Rodrigues, pela diretora clínica Jéssica Lopes, pela enfermeira do Núcleo de Segurança do Paciente, Ana Carolina Rosa Calvão, e pelo pessoal da equipe multiprofissional, dentre eles profissionais da psicologia, da enfermagem e do serviço social. No evento, a cantora Joana Moura contou como ela foi curada de um câncer de mama.