Prefeito Rogério Cruz investiu mais de R$ 246 milhões para manter congelamento da tarifa de ônibus a R$ 4,30

Capital goiana é a única a manter valor da passagem inalterado desde 2019. Administração municipal é responsável por 41,2% do rateio entre prefeituras e Governo de Goiás

Da Redação
15/02/2024 - 19:16
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Prefeito Rogério Cruz investiu mais de R$ 246 milhões para manter congelamento da tarifa de ônibus a R$ 4,30

Capital goiana é a única a manter valor da passagem inalterado desde 2019. Administração municipal é responsável por 41,2% do rateio entre prefeituras e Governo de Goiás

De todas as capitais brasileiras, Goiânia é a única a manter o mesmo valor da passagem de ônibus desde 2019. O congelamento a R$ 4,30 é viabilizado pelo diálogo da administração municipal com outras prefeituras e com o Governo de Goiás para subsídio tarifário do transporte coletivo metropolitano. A Prefeitura de Goiânia é responsável por 41,2% do rateio, com investimento de mais de R$ 246 milhões entre maio de 2022 e janeiro de 2024.

“A parceria entre a Prefeitura de Goiânia, Governo de Goiás e demais prefeituras da Região Metropolitana é muito bem sucedida. Nos unimos para proporcionar o acesso e aliviar o impacto financeiro para os usuários do transporte público, especialmente após o período da pandemia da Covid-19”, destaca o prefeito Rogério.

Sem o subsídio, segundo atualização da tarifa técnica divulgada em janeiro, o valor da passagem de ônibus estaria a R$ 9,38. O rateio entre prefeituras e Governo de Goiás representa 54,15% do valor da tarifa técnica. “O investimento expressivo evidencia que o bem-estar dos cidadãos é prioridade, característica da gestão do prefeito Rogério, que vem entregando importantes benefícios aos usuários do transporte coletivo”, afirma o presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), Tarcísio Abreu.

Benefícios
Além de assumir o compromisso de concluir o BRT, a atual administração da Prefeitura de Goiânia realizou grandes entregas para os usuários do transporte público da Capital. Dentre os marcos de 2023 estão as inaugurações dos terminais Paulo Garcia, na Avenida Goiás Norte, ao lado da Rodoviária de Goiânia, e Hailé Pinheiro, na Avenida Goiás Norte, próximo ao encontro com a Perimetral Norte. Em 2022, o prefeito Rogério entregou o novo Terminal Isidória, com investimentos de R$ 19,5 milhões.

A gestão do prefeito Rogério se destacou nacionalmente a partir da criação de facilidades e benefícios aos usuários do transporte público. Idealizado pela gestão atual, o Passe Livre do Trabalhador permite que os funcionários de empresas cadastradas realizem até oito viagens diárias no mês inteiro, inclusive em finais de semana e feriados, pelo valor único de R$ 180 por mês, por funcionário.

O formato de bilhetagem foi premiado nacionalmente na 1ª edição do Prêmio Parque da Mobilidade Urbana, em São Paulo, e reconhecido como a melhor iniciativa do setor público do País que inova e transforma a mobilidade urbana.

O Bilhete Único é outra inovação que permite que o usuário escolha o melhor trajeto para chegar ao seu destino, pagando apenas o valor de uma passagem. O prefeito Rogério entregou também o Cartão Família, criado para que até cinco membros de uma mesma família possam usufruir do transporte coletivo aos finais de semana e feriados, pagando apenas o valor de uma passagem.

Desde dezembro de 2021, quem embarca nos ônibus na Capital e Região Metropolitana pode realizar o pagamento da passagem por aproximação de crédito e débito. Também é possível comprar as passagens pelo WhatsApp, PIX e QR Code embarcado. Os ônibus foram equipados com biometria facial, destinada aos idosos, pessoas com deficiência e estudantes beneficiados com gratuidade, que têm o embarque liberado imediatamente.

Fotos: CMTC/Secom