Prêmio Revelartes promove mulheres artistas goianas

O prêmio é uma iniciativa da Associação Cultura, Cidade e Arte, em parceria com a Plano V Eventos e Cultura, o Grupo Bastet

Da Redação
17/05/2024 - 06:44
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Prêmio Revelartes promove mulheres artistas goianas

Com o objetivo de valorizar e promover a produção artística feminina no estado de Goiás, a primeira edição do Prêmio Revelartes: mulheres em cena_ abre inscrições na próxima segunda-feira (20/05). Para participar, a pessoa precisa ser autoidentificada socialmente como mulher, cis ou trans e ser artista, com atuação e produção comprovada, nas áreas de teatro, dança, artes visuais, cultura popular, artesanato, música, literatura, performance, circo ou audiovisual. Pode ser brasileira ou estrangeira, mas tem que residir em Goiás há pelo menos três anos.

O prêmio é uma iniciativa da Associação Cultura, Cidade e Arte, em parceria com a Plano V Eventos e Cultura, o Grupo Bastet, artistas e pesquisadoras goianas, e tem o objetivo de dar visibilidade à produção artística feminina em Goiás; estimular o debate sobre a arte feminina na sociedade; valorizar e fortalecer mulheres artistas independentes na cena cultural goiana; revelar novos talentos femininos; produzir conteúdo virtual de arte feminina em diferentes linguagens e promover a cooperação entre os setores artístico e acadêmico.

A inscrição gratuita deverá ser feita no período de 20/05 até 20/06/2024. O edital completo e o formulário estão no link: https://culturacidadeearte.org/premiorevelartes/

Serão premiadas três artistas, uma residente em Goiânia, uma da Região Metropolitana de Goiânia (RMG) e uma dos demais municípios do estado de Goiás. Cada uma vai receber R$1,5 mil e participar de um vídeo de 20 minutos, destacando sua trajetória e o processo criativo. As vencedoras também participarão da premiação, que será transmitida ao vivo, seguida de uma discussão aberta sobre questões relacionadas à arte feminina. Tudo por meio do site, redes sociais e pelo canal do YouTube da Associação Cultura Cidade e Arte.

A comissão avaliadora selecionará três finalistas de cada uma das categorias (Goiânia, Região Metropolitana de Goiânia e demais municípios de Goiás), totalizando nove artistas.
Uma votação popular, por meio do sistema eletrônico do site (https://culturacidadeearte.org) vai definir as vencedoras.

Para efeito de inscrição na categoria Região Metropolitana de Goiânia, os 20 municípios que compõem a RMG são: Abadia de Goiás, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Brazabrantes, Caldazinha, Caturaí, Goianápolis, Goiânia, Goianira, Guapó, Hidrolândia, Inhumas, Nova Veneza, Nerópolis, Santo Antônio de Goiás, Senador Canedo, Terezópolis de Goiás e Trindade.

Arte feminina
Inicialmente idealizado pela pesquisadora e presidente da Associação Cultura Cidade e Arte Márcia Pelá e pela pesquisadora, feminista e militante dos direitos humanos Daisy Caetano, o _ I Prêmio Revelartes Mulheres em Cena_ conta com o reforço da produtora cultural e feminista Patrícia Vieira e pela coordenadora da comissão avaliadora, Marijara de Lima.

A ideia do projeto é discutir e promover a arte feminina feita em Goiás por mulheres, cis ou trans, a partir de questões como religiosidade e sociedade cisnormativa, racista e elitista. Márcia Pelá esclarece que estas mulheres fazem parte de um contingente de artistas que, devido à estrutura patriarcal da sociedade, são estigmatizadas e têm pouca ou nenhuma visibilidade. Daisy Caetano explica que a revelação e premiação de mulheres artistas vai estimular a percepção do papel libertador da arte para as mulheres e a reflexão social sobre elas mesmas, as pessoas que as rodeiam e as comunidades em que elas estão inseridas.

Cultura, Cidade e Arte
A Associação Cultura, Cidade e Arte é uma ONG independente, apartidária e sem fins lucrativos, que trabalha pela divulgação e descentralização do conhecimento nas áreas de educação, artes, gênero, ambiente, diversidade cultural e relações sociais contemporâneas.

Tem como principal objetivo a descentralização do conhecimento. Comprometida em interagir, propor e engajar. Visa promover o acesso ao saber e contribuir para uma sociedade mais inclusiva e justa.

A ONG atua em parceria com os setores público e privado, por meio da realização de eventos, cursos e ações experimentais. Já realizou o Festival de Artes de Goiás em Parceria com o Centro Federal de Ensino Tecnológico de Goiás (de 1998 a 2003); a Mostra Multicultural Milton Santos (2002 a 2008), em parceria com o Sindicato Associação dos Docentes da UFG; o projeto SBPC Vai à Escola (2016 a 2020), em parceria com a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, entre vários outros projetos.

Em 2022 iniciou o projeto “Revelartes: Mulheres em Cena” com a realização de uma websérie em que destacava a atuação de três artistas goianas já reconhecidas no cenário cultural, Carla Costa, Luciana Caetano e Ludmyla Marques. Nos vídeos publicados no YouTube, as artistas narram suas trajetórias e revelam outras mulheres artistas da zona rural, da periferia metropolitana e da capital, que ainda não tinham seus trabalhos amplamente divulgados