Quaest: Lula cresce um ponto e Bolsonaro fica estagnado

Segundo o levantamento, Lula ampliou sua liderança no Nordeste, indo a 68% das intenções de voto, em comparação com 62% na última semana

Da Redação
13/10/2022 - 22:06
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Quaest: Lula cresce um ponto e Bolsonaro fica estagnado

Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quinta-feira (13) mostra estabilidade no cenário eleitoral na disputa pela presidência, com Lula recebendo 49% das intenções de voto totais. Por sua vez, Bolsonaro tem 41%. Em votos válidos, Lula aparece com 54% e Bolsonaro, com 46%. São 6% os que declaram voto em branco ou nulo, enquanto 4% dizem estar indecisos.

Segundo a Quaest, Lula ampliou sua liderança no Nordeste, indo a 68% das intenções de voto, em comparação com 62% na última semana. Por outro lado, no Sudeste, onde Bolsonaro e Lula estavam empatados, agora Bolsonaro abriu uma vantagem de cinco pontos, com a preferência de 46% dos eleitores contra 41% do petista.

Já nos estratos de renda, os dois candidatos permaneceram estáveis, oscilando não mais do que três ponto. O petista que foi de 41% para 44% entre aqueles com renda familiar mensal de 2 a 5 salários-mínimos. Bolsonaro caiu de 48% para 45% nesse estrato.

Na divisão por gênero, o candidato da coligação Brasil da Esperança oscilou de 52% para 50% entre as mulheres, enquanto o candidato do PL foi de 38% a 39%. Por outro lado, Lula oscilou para cima (45% a 47%) entre os homens, enquanto o presidente caiu de 45% para 42%.

Um dado “relevante” apontado pelo diretor da Quaest, Felipe Nunes, é a constatação do voto em Lula entre os eleitores de Ciro Gomes (PDT). “Pela primeira vez fora da margem de erro, é possível constatar que 54% de quem votou em Ciro no 1º turno, vão votar em Lula no 2º turno, enquanto 21% vão votar em Bolsonaro.”

“Nova “modelagem”

A Quaest “está incorporando” uma nova “modelagem” em sua metodologia para ponderar “possíveis efeitos da abstenção”. Por essa ponderação, diz Nunes, medem-se “as chances de cada indivíduo ir votar, levando em conta dados como o interesse pela eleição e o comportamento anterior do eleitor”. Com essa metodologia, em votos válidos, a diferença a favor de Lula cai dois pontos percentuais, de 54% a 46% para 53% a 47%¨.

O levantamento ouviu 2.000 pessoas em 120 municípios das cinco regiões do País entre os dias 10 e 12 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiabilidade de 95%. O estudo foi registrado no TSE com número BR-07106.

Cenário continua estável, em votos totais

 

AtlasIntel divulga nova pesquisa

O instituto AtlasIntel divulgou, também nesta quinta-feira (13), sua primeira pesquisa de intenção de voto do segundo turno das eleições presidenciais. Nela, Lula aparece com 52,4% dos votos válidos e Bolsonaro, com 47,6%.

A margem de erro, segundo o instituto, é de um ponto percentual, para mais ou para menos. Nos votos totais, Lula somou 51,1% contra 46,5% de Bolsonaro. Cerca de 2,4% dos eleitores estariam indecisos, pretendem anular o voto ou votar em branco, aponta o levantamento.

Como a AtlasIntel não havia divulgado pesquisa para o segundo turno, não há como comparar com estudo anterior. O levantamento foi registrado no TSE com o número BR-06012/2022, e ouviu 4.500 eleitores entre os dias 8 e 12 de outubro.

Fonte: RBA