Requião adverte para risco de descrença da população com o governo

Roberto Requião, ex-senador e ex-governador do Paraná fez um artigo cobrando mudanças no governo do presidente Lula

Da Redação
09/03/2024 - 07:14
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Requião adverte para risco de descrença da população com o governo

Roberto Requião, ex-senador e ex-governador do Paraná fez um artigo cobrando mudanças no governo do presidente Lula

Veja abaixo o artigo:

“Companheiro Lula, não é possível que nosso governo se resuma a políticas complementares”, disse o ex-governador
O ex-governador e ex-senador Roberto Requião (PT-PR) gravou um vídeo na quinta-feira (7) alertando o presidente Lula de que é necessário acelerar as mudanças na economia para atender aos anseios da população que o elegeu.

“Lula, ou você põe a Frente da Esperança a governar para o povo, para a soberania e para o desenvolvimento do Brasil, ou o povo te abandona. Não é possível que você não esteja vendo isso”, afirmou Requião, referindo-se às últimas pesquisas de opinião.

Ele argumentou que “a Petrobrás tem que trabalhar para o povo e não para acionistas”.

“Companheiro Lula, não é possível que nosso governo se resuma a políticas complementares. A pixulecos dourados, pequenos favores à população, sem nenhuma transformação fundamental. Tem que haver transformações”, defendeu.

“Tem que haver políticas transformadoras, coisas que mudem a política brasileira em favor da população. É claro que no momento o pixuleco dourado, o almocinho de sustância pra um sujeito que não tem o que comer é defensável e defendido por todos nós. Mas queremos possibilidade de ascensão do povo. Não é comer três vezes por dia, é ter perspectiva de ver os filhos crescerem intelectualmente, o processo constitucional avançar, a civilização avançar, Lula”, disse.

“Acaba com essa história de só se opor ao [Jair] Bolsonaro, que é mantido como adversário principal num projeto da Frente da Esperança desideologizado, sem consistência política. E agora vem a proposta de dar autonomia financeira ao Banco Central. Seu Ministério da Fazenda não se pronunciou sobre isso. Isso significa o que, Lula?”, questionou Requião, que disse não ver problema no BC independente, mas que é contra uma instituição que atrapalhe os interesses da população, como vem sendo o caso.

“Ou você governa para o Brasil, ou então veremos um Milei entrando vitorioso nas próximas eleições. Estou aqui com lealdade e sinceridade, acorda, presidente, assuma seus compromissos. Nada de políticas inviáveis ou temeridades. […] Internamente, a decepção é muito grande. Você está perdendo apoio dos seus eleitores, do pessoal da sua base”, advertiu Requião.

“Não é bom isso para o Lula ou para o Brasil. A Petrobrás tem que ser brasileira; o custo de produção do óleo diesel e da gasolina é R$ 1,00 ou R$ 1,10, a BR tem que voltar a ser do Brasil. Baixe o preço do combustível, numa política porreta de desenvolvimento do Brasil, e você vai ver que essas pesquisas eleitorais não te assustarão mais”, concluiu o ex-governador.

 

Artigo originalmente publicado pelo jornal Hora do Povo