Sábado é Dia D de vacinação contra a Poliomielite

Expectativa da campanha é reduzir o número de crianças não vacinadas e reforçar medidas para a erradicação da doença

Da Redação
08/06/2024 - 06:22
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Sábado é Dia D de vacinação contra a Poliomielite

Neste sábado (8/6), ocorre em todo o Brasil o Dia D contra a Poliomielite . Cidades de todo o país realizarão mutirões para reduzir o quantitativo de crianças não vacinadas e, assim, reforçar medidas para a erradicação da doença. A campanha deste ano foi lançada pelo Ministério da Saúde no último dia 27 de maio e vai até 14 junho. A meta de 2024 é imunizar, no mínimo, 95% do público-alvo – cerca de 13 milhões de crianças menores de 5 anos de idade.

A secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde, Ethel Maciel, destaca a importância da imunização. “Graças à vacinação, a poliomelite não faz mais parte do nosso cenário epidemiológico, tendo o último caso confirmado em 1989. Embora tenhamos eliminado a doença em nosso país, ela ainda existe no mundo e por isso é muito importante que os pais levem seus filhos para tomar a vacina e garantir a saúde das crianças”, declarou.

A secretária Ethel será uma das representantes da pasta no Dia D em Vitória (ES). Paralelamente, o diretor de Programa da secretaria, Rivaldo Cunha, estará no Rio de Janeiro e o diretor do Departamento do Programa Nacional de Imunizações (DPNI), Eder Gatti, em Belo Horizonte.

Cobertura vacinal

Em 2022, 77% das crianças com menos de um ano receberam a dose da VIP (vacina inativada poliomielite). Já em 2023, o número saltou para 84,63%, de acordo com dados da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS).

Dia da Imunização

Também neste final de semana, no dia 9 de junho, é celebrado o Dia da Imunização. A data faz referência à importância da vacinação em todas as etapas da vida, além de reforçar o benefício para a saúde coletiva.

Atualmente, o DPNI do Ministério da Saúde oferta mais de 40 tipos de imunobiológicos no Sistema Único de Saúde (SUS) . No Calendário Nacional de Vacinação , não só crianças, mas também adolescentes, adultos, idosos, gestantes e povos indígenas são contemplados com as doses.

Em 2023, foi registrado um aumento nas coberturas vacinais de 13 dos 16 principais imunizantes do calendário infantil do SUS, em relação a 2022. O resultado, obtido com dados de todo o país, consolida a reversão da queda dos índices vacinais enfrentada pelo Brasil desde 2016.

Recursos investidos

O Ministério da Saúde autorizou, neste ano, um recurso adicional de R$ 150 milhões para a operacionalização da Estratégia de Vacinação nas Escolas, da Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e para o Monitoramento das Estratégias de Vacinação (MEV) contra a poliomielite e o sarampo no Brasil.

Além disso, mais de R$ 6,5 bilhões foram investidos, no ano passado, para a compra de imunizantes e a previsão é que esses recursos alcancem R$ 10,9 bilhões em 2024. Também ocorrem de forma automática os repasses administrados pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS) transferidos fundo a fundo.

Por: Ministério da Saúde