Secretaria de de Aparecida convoca beneficiários do Bolsa Família para acompanhamento obrigatório

A convocação abrange crianças de 0 a 7 anos e também as gestantes, que devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima até 29 de dezembro para fazer o acompanhamento obrigatório

Da Redação
05/12/2023 - 17:26
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Secretaria de de Aparecida convoca beneficiários do Bolsa Família para acompanhamento obrigatório

A convocação abrange crianças de 0 a 7 anos e também as gestantes, que devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima até 29 de dezembro para fazer o acompanhamento obrigatório e não ter o benefício suspenso ou cancelado

A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) convida a todos os beneficiários do Programa Bolsa Família residentes no município para que compareçam à UBS mais próxima de suas residências para realizarem o acompanhamento, requisito obrigatório para a manutenção do benefício e que consiste em monitoramento da situação vacinal das crianças e antropometria (medição de peso e altura), além do pré-natal das gestantes.

“Convocamos as gestantes e os responsáveis para que tragam as crianças de 0 a 7 anos, que ainda não realizaram o monitoramento nesse semestre, na UBS mais próxima de sua residência. Também faremos busca ativa por telefone quando necessário”, informa a Chefe de Atenção aos Ciclos de Vida da SMS, Marilya Rodrigues Reis.

A gestora destaca ainda que o acompanhamento deve ser feito uma vez por semestre, de janeiro até junho (primeira vigência), e depois de julho a dezembro (segunda vigência).

Importância do acompanhamento

Segundo o Ministério da Saúde (MS), esse monitoramento às crianças e gestantes no Bolsa Família é uma estratégia eficaz para identificar casos de desnutrição, falta de vacinas essenciais e outros problemas, e é determinante para o recebimento do benefício. Para realizar o acompanhamento, os beneficiários precisam se identificar com documentos pessoais, de preferência o CPF e número do NIS, e também levar a Caderneta da Criança e a Caderneta da Gestante.

A Política Nacional de Atenção Básica (2017) destaca que é de responsabilidade comum a todos os membros das equipes que atuam na Atenção Primária acompanhar e registrar no Sistema de Informação da Atenção Básica e no mapa de acompanhamento do Programa Bolsa Família as condicionalidades de saúde das famílias beneficiárias.