Sobe para 113 o número de mortes no Rio Grande do Sul; 146 estão desaparecidos

Mais de 330 mil pessoas estão desabrigadas no estado

Da Redação
10/05/2024 - 13:05
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Sobe para 113 o número de mortes no Rio Grande do Sul; 146 estão desaparecidos

O Rio Grande do Sul contabiliza até o momento 337.116 pessoas desalojadas, em decorrência das enchentes causadas pela maior crise climática do estado. De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil do RS, às 9h desta sexta-feira (10), 113 pessoas morreram devido a tragédia, 146 estão desaparecidas e 756 feridas.

Dos 497 municípios gaúchos, 435 relatam problemas relacionados a temporais e enchentes, afetando 1.916.070 pessoas. 69.617 pessoas estão em abrigos. Um óbito está sob investigação para saber se a causa foi ocasionada pelas enchentes. Ainda de acordo com a instituição, 9.984 animais foram resgatados.

Conforme orienta a Defesa Civil, as pessoas resgatadas de áreas alagadas, inundadas ou que correm o risco de sofrer deslizamentos de terra não devem retornar para suas residências. A medida deve ser seguida especialmente por pessoas que vivem na Região Metropolitana de Porto Alegre.

“As condições atuais ainda não oferecem segurança plena para o retorno dos moradores. O risco persiste devido à previsão de novas ondas de chuvas para os próximos dias. Além dos perigos físicos, a preocupação com a saúde humana também é prioridade. A propagação de doenças é uma ameaça em ambientes alagados, representando um sério risco para a saúde pública.”

 

Fonte: BdF Rio Grande do Sul – Foto: Secom