Vacinação 30+ continua em 35 postos em Aparecida

No primeiro dia da ampliação para essa faixa etária, pessoas com mais de 30 anos que aguardavam ansiosamente a sua vez aproveitaram para ser imunizadas contra o novo coronavírus

Da Redação
27/07/2022 - 04:52
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Vacinação 30+ continua em 35 postos em Aparecida

No primeiro dia da ampliação para essa faixa etária, pessoas com mais de 30 anos que aguardavam ansiosamente a sua vez aproveitaram para ser imunizadas contra o novo coronavírus

Na manhã de terça-feira, 26 de julho, seguindo recomendações federais e estaduais, a Secretaria de Saúde de Aparecida (SMS) iniciou a aplicação do segundo reforço (Ou quarta dose) da vacina contra a covid-19 em todas as pessoas com mais de 30 anos. Os interessados na vacinação podem procurar qualquer um dos 35 postos fixos de imunização em funcionamento na cidade. A aplicação deve obedecer ao intervalo mínimo de quatro meses entre a terceira e a quarta dose. É necessário também apresentar documentos pessoais e o cartão de vacinação.

Além do critério de faixa etária que autoriza pessoas acima de 30 anos a receberem o segundo reforço, independentemente das vacinas recebidas até então, isto é, podendo ser Coronavac, AstraZeneca, Pfizer ou Janssen, trabalhadores da saúde e imunossuprimidos acima de 18 anos que tenham recebido a terceira dose (qualquer que seja o imunizante) há quatro meses também continuam aptos a receberem a 4ª dose da vacina.

Cobertura vacinal

A enfermeira da Imunização Thays Pereira Santos destaca que os principais desafios da SMS, nesse momento, são os de ampliar ao máximo a cobertura vacinal contra a covid-19 em Aparecida, já incluindo as pessoas da faixa 30+, bem como o de vacinar mais crianças, a partir de 3 anos de idade, com a primeira dose. “É fundamental que todos estejam em dia com suas vacinas para que tenhamos uma ampla proteção coletiva contra a covid-19 no município. Quem já está na hora precisa se vacinar sem perder tempo”, reitera a profissional.

Thays ainda reforça que “não há motivos para se ter medo, as vacinas são para a proteção e são detalhadamente estudadas e testadas cientificamente, são seguras e essenciais. Já foi comprovado por muitos estudos que quem tem o esquema vacinal completo corre menos risco de ter casos graves da doença, de precisar de hospitalização e de tratamentos mais severos. ”

Alívio para os vacinados

A sensação de alívio pela proteção concedida pelas vacinas foi descrita nesta manhã pelo motorista profissional Guilherme de Castro Souza, 32 anos, morador do Bairro Independência, que tomou hoje a 4º dose contra a covid e também a vacina contra a influenza (Gripe): “Eu já vinha contando os dias, as vacinas são muito importantes e salvam vidas, meu filho e minha mulher já estão imunizados e eu aguardava ansioso a liberação para o pessoal dos trinta anos. Agora fico mais aliviado. Sei que as vacinas são testadas e digo para as pessoas se vacinarem não só por elas mesmas, mas também para proteger os pais, os avós, as famílias inteiras. ”

O trabalhador agrícola polivalente André Luiz dos Santos Scalabrine, 47 anos, morador do Jardim Belo Horizonte, também tomou hoje a 4ª dose e a vacina contra a influenza. Ele afirmou que “toda vacina regulamentada é boa para a gente” e mandou um recado para quem ainda não quis se vacinar: “Tenho um colega de trabalho de vinte anos de idade que ainda não tomou nem a primeira dose. É um cabeça dura, acha que vai adoecer se tomar a vacina. As pessoas têm que abrir suas mentes para a importância da vacinação. Sempre que estou na cidade e está na minha vez eu venho me vacinar, cheguei da fazenda ontem e hoje já estou aqui para me proteger. ”

A auxiliar de escritório Lucivânia da Silva Nunes Rosa, 32 anos, moradora do Solar Central Park, tomou a 4ª dose contra a covid e celebrou o momento tão esperado: “Eu já estava ansiosa. Meu marido tomou a 4ª dose dele e eu pensava “meu Deus, quando será que terei a minha? ” Aí, quando vi no site ontem que estava liberada para 30+, já corri e vim hoje porque a vacina ameniza sintomas e salva vidas. Eu falo para meus amigos, quando não querem tomar a vacina, que eles têm que vir para não passar nada para os outros nem terem sequelas maiores. Tem que vacinar para se resguardar e resguardar o próximo. ”

Guilherme, André Luiz e Lucivânia foram vacinados na Central de Imunização pela técnica de enfermagem Irany Durães, vacinadora que já perdeu a conta de quantas pessoas foram imunizadas por ela. Com paciência, carinho e conhecimento de seu trabalho, ela acalmava um menininho de 4 anos para ser vacinado quando foi elogiada por um paciente agradecido que saía da sala de imunização: “Não doeu nada e talvez você tenha salvado minha vida. Muito obrigado! ”

Todas as doses contra a covid-19

Todos os moradores de Aparecida têm acesso à vacinação contra a covid-19 nos 35 postos fixos da cidade. A primeira dose é aplicada mediante a apresentação de documento de identidade ou certidão de nascimento e cartão SUS ou CPF. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de algum responsável. Crianças a partir de 3 anos já podem receber a D1.

A segunda dose é aplicada de acordo com os intervalos mínimos previstos entre a primeira e a segunda aplicação: 28 dias para a Coronavac e oito semanas para Pfizer e AstraZeneca.

Além disso, qualquer pessoa acima de 12 anos que tenha recebido a segunda dose dos imunizantes Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer há pelo menos quatro meses já pode receber a dose de reforço (terceira dose).

Moradores acima de 18 anos que tenham recebido a dose única da Janssen também podem receber o primeiro reforço no intervalo de dois meses e o segundo reforço no intervalo de quatro meses.

Locais de vacinação

Em Aparecida, a vacinação está disponível nos seguintes postos:

  • Central de Imunização
  • Maternidade Marlene Teixeira
  • UBS Andrade Reis;
  • UBS Colina Azul;
  • UBS Bairro Cardoso;
  • UBS Delfiore;
  • UBS Alto Paraíso;
  • UBS Bandeirantes;
  • UBS Bairro Ilda;
  • UBS Independência;
  • UBS Buriti Sereno;
  • UBS Campos Elíseos;
  • UBS Cândido de Queiroz;
  • UBS Caraíbas;
  • UBS Chácara São Pedro;
  • UBS Cruzeiro do Sul;
  • UBS Jardim Bela Vista;
  • UBS Jardim Boa Esperança;
  • UBS Jardim dos Buritis;
  • UBS Jardim dos Ipês;
  • UBS Jardim Florença;
  • UBS Jardim Olímpico;
  • UBS Jardim Paraíso;
  • UBS Madre Germana;
  • UBS Papillon Park;
  • UBS Parque Trindade;
  • UBS Pontal Sul II;
  • UBS Residencial Anhambi;
  • UBS Residencial Garavelo Park;
  • UBS Retiro do Bosque;
  • UBS Jardim Riviera;
  • UBS Rosa dos Ventos;
  • UBS Santa Luzia;
  • UBS Veiga Jardim;.
  • UBS Expansul

Horário de funcionamento

A Central de Imunização funciona de segunda a sábado, das 8 às 18h. Já a sala de vacinação da Maternidade Marlene Teixeira fica aberta de segunda a sexta, das 8 às 18h. As UBS´s funcionam de segunda a sexta, das 8 às 16h.