Vacinação contra dengue abrange 122 municípios goianos

Governador destacou que Goiás foi o primeiro estado do País a enfrentar a epidemia de dengue, ao mobilizar os prefeitos e a população de todos os municípios sobre a necessidade de se eliminar os criadouros do mosquito transmissor desta e de outras doenças (Foto: Wesley Costa/Secom)

Da Redação
16/02/2024 - 14:27
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Vacinação contra dengue abrange 122 municípios goianos

O Governo de Goiás iniciou, nesta quinta-feira (15/02), a Campanha de Vacinação contra a Dengue no Estado. Estão sendo contemplados com o imunizante, neste primeiro momento, crianças de 10 e 11 anos de 122 municípios considerados prioritários.

O lançamento oficial foi feito pelo governador Ronaldo Caiado e pelo secretário de Estado da Saúde de Goiás, Rasível dos Santos, na Unidade Básica de Saúde Santa Luzia, em Aparecida de Goiânia.

Ministério da Saúde (MS) enviou duas remessas de vacinas para Goiás, totalizando 151.968 doses. A primeira, com 72.818 doses, foi distribuída para 51 municípios das Regionais de Saúde Central e Centro Sul, que iniciaram a vacinação na quinta-feira (15/02).

A segunda remessa, com 79.150 doses, começou a ser distribuída, nesse mesmo dia,  aos 71 municípios das Regionais de Saúde Entorno Sul, Sudoeste 2, Pirineus, Entorno Norte, Sudoeste 1 e Estrada de Ferro. Com isso, 122 municípios de oito regionais estarão abastecidos com o imunizante até o fim desta semana.

Ainda está previsto o envio de mais doses pelo MS para contemplar outros 12 municípios da Regional de Saúde Sul.

ENFRENTAMENTO AO ‘AEDES’

Em seu pronunciamento, o governador destacou que Goiás foi o primeiro estado do País a enfrentar a epidemia de dengue, ao mobilizar os prefeitos e a população de todos os municípios sobre a necessidade de eliminar os criadouros do Aedes aegypti, transmissor da doença.

Ronaldo Caiado ressaltou a importância da vacinação para a população de 10 a 14 anos, mais vulnerável ao agravamento da dengue, e enalteceu a estratégia desenvolvida pela SES-GO de seguir a recomendação do governo e incentivar os prefeitos a estruturarem os Gabinetes de Combate às Arboviroses.

Dados da SES-GO revelam que, neste ano, foram notificados 39.748 casos de dengue no estado, o que representa um avanço de 94% em comparação ao mesmo período de 2023. Até o momento, foram confirmadas seis mortes neste ano – outras 55 estão em investigação.

O governador acentuou que toda a população deve se envolver para “pôr um ponto final à infestação do Aedes aegypti”, tendo em vista que o maior foco do mosquito está no lixo, dentro das casas.

MORTE EVITÁVEL

O secretário Rasível dos Santos, por sua vez, destacou que toda morte por dengue deve ser considerada uma morte evitável. “Se todos nós cuidarmos do nosso quintal, do nosso jardim, das caixas d´água, não vamos ficar doente por dengue”, sublinhou. Ele acentuou que a vacinação é extremamente importante, e enfatizou que o momento é de alerta.

DIA D CONTRA A DENGUE

Rasível dos Santos adiantou que a SES-GO vai realizar, em 22 de fevereiro, o Dia D contra a Dengue, no qual toda a população será convocada a desenvolver ações para o combate ao Aedes aegypti.

“O Aedes transmite quatro tipos de dengue, chikungunya, zika, febre amarela urbana e, agora, maiaro e orupuche, doenças notificadas no Norte do país“, esclareceu o secretário.

A vacina contra a dengue está sendo aplicada em unidades de saúde definidas pelas Secretarias Municipais de Saúde.

Até o momento não foi registrada nenhuma morte por dengue em Aparecida de Goiânia.

O secretário da Saúde do município de Aparecida de Goiânia, Alessandro Magalhães, destacou que sua pasta tem priorizado a prevenção e a assistência aos casos de dengue.

Segundo ele, cerca de 500 trabalhadores atuam no combate ao Aedes e que todas as Unidades de Pronto Atendimento estão estruturadas para garantir o atendimento célere e eficaz aos casos da doença.