Vice-presidente da Uber enfatiza importância do Brasil para sua estratégia global

Executivo foi recebido no Ministério do Trabalho e Emprego por Luiz Marinho. A Uber-Brasil tem cerca de 30 milhões de usuários do serviço da empresa – 21% do mercado global de 142 milhões.

Da Redação
12/04/2024 - 10:28
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Vice-presidente da Uber enfatiza importância do Brasil para sua estratégia global

Executivo foi recebido no Ministério do Trabalho e Emprego por Luiz Marinho. A Uber-Brasil tem cerca de 30 milhões de usuários do serviço da empresa – 21% do mercado global de 142 milhões.

 

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, recebeu nesta quarta-feira (10/4) o vice-presidente global da Uber, Tony West. O executivo estava acompanhado da presidente da empresa no Brasil, Silvia Penna, e do gerente de Políticas Públicas Rafael Alloni. Um dos temas debatidos no encontro foi o Projeto de Lei (PL) que regulamenta o trabalho por aplicativo no Brasil.

Luiz Marinho afirmou que a proposta do PL foi construída por um grupo tripartite, que teve a participação dos representantes dos motoristas, das empresas – incluindo o Uber, e do governo. “Neste momento o projeto está em fase de discussão no parlamento,  explicou Marinho.

Leia também: Saiba o que é fato e o que é fake na repercussão do projeto

Tony West afirmou que considera o Brasil muito importante no mercado global da empresa e deu um passo na busca de soluções para os desafios impostos pelas transformações nas relações de trabalho. Segundo ele, o Brasil tem cerca de 30 milhões de usuários do serviço oferecido pela empresa. No mundo são cerca de 142 milhões de usuários.


“Vários países estão avaliando os melhores caminhos para a busca de soluções. Reino Unido, França, Espanha já chegaram a resultados importantes, outros países, em escala menor, como Europa Oriental, Austrália e Canadá, estão evoluindo neste processo”, declarou West.


A presidente do Uber no Brasil, Silvia Penna, afirmou que ficou satisfeita com o resultado dos trabalhos para a construção da proposta de regulação do segmento, desenvolvidos no GT Tripartite, enviada ao parlamento no início de março passado. “Foram debates muito ricos para encontrar algum consenso durante quase um ano de incansável trabalho e dedicação de todas as pessoas que compuseram o GT”, avaliou Silvia.