Vilmar lembra trajetória e desafios para iniciar construção da nova Câmara Municipal

A construção da nova sede do Poder Legislativo começou, inclusive, quando Vilmar era presidente da Casa de Leis Aparecidense

Da Redação
25/06/2024 - 07:45
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Vilmar lembra trajetória e desafios para iniciar construção da nova Câmara Municipal

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Vilmar Mariano (União Brasil), participou na noite de segunda-feira, 24, da inauguração da nova sede do Poder Legislativo Municipal. A nova Câmara de Vereadores de Aparecida, que recebeu o nome de Palácio Léo Mendanha, em homenagem ao ex-vereador e ex-deputado estadual, foi entregue durante sessão solene que contou com a participação de várias lideranças políticas da cidade e do Estado de Goiás como o governador em exercício, Daniel Vilela e do ex-prefeito, Gustavo Mendanha.

A construção da nova sede do Poder Legislativo começou, inclusive, quando Vilmar era presidente da Casa. Antes, o trabalho dos vereadores era realizado em um “prédio acanhado”, segundo suas próprias palavras no discurso feito no novo plenário, que leva o nome do ex-vereador, João Antônio. O prefeito lembrou sua ligação com a Câmara Municipal e enfatizou os desafios enfrentados para dar início ao projeto.

“Cheguei nesta Casa na condição de assessor do ex-prefeito José Macedo. Depois, fui eleito vereador e tive ainda a honra de ser presidente. Fazemos parte desta história porque tivemos a coragem de começar [as obras]. Alguns até me chamaram de louco porque era uma missão muito difícil, mas acredito que aqueles que me chamaram de louco estão sorrindo hoje com esta obra magnífica entregue aos cidadãos aparecidenses”, sublinhou Vilmar acompanhado da primeira-dama, Sulnara Santana.

Vilmar acrescentou ainda que a entrega de uma nova sede da Câmara de Vereadores representa dignidade para o trabalho dos vereadores, servidores do Legislativo e toda comunidade aparecidense.

“Nesta Casa são apresentados, votados e aprovados projetos importantes para vida dos quase 600 mil moradores de nossa cidade. Aparecida, agora, tem uma Câmara Municipal adequada”, completou.

A construção custou aproximadamente R$ 22 milhões. O presidente da Câmara de Vereadores, André Fortaleza (PL), lembrou que a pandemia de Covid-19 prejudicou o andamento do projeto.

“Foi um desafio para todos nós dar continuidade e entregar esta importante obra. Parabenizo o prefeito Vilmar que iniciou essa obra. Que teve coragem de mudar de uma Câmara minúscula para uma Câmara maior. E nós economizamos recursos próprios para entregarmos este novo prédio moderno e imponente. Tenho certeza que aqui os vereadores terão melhores condições para realizarem o seu trabalho”, pontou.

O governador de Goiás em exercício, Daniel Vilela (MDB), reforçou que Léo Mendanha sempre trabalhou em favor da cidade. “Justa homenagem porque ele foi um desbravador. Léo chegou em Aparecida quando a cidade não oferecia qualidade de vida. Ele foi comerciante, vereador e deputado estadual e sempre defendeu com muito afinco a cidade”.

Daniel Vilela também destacou que foi o então presidente do Poder Legislativo, em 2017, quem deu início a execução do projeto de construção da nova Câmara Municipal.

“Quero fazer uma saudação especial ao prefeito Vilmar Mariano porque, de fato, foi ele quem teve a ideia para construir a nova sede do Poder Legislativo”.

Por fim, Daniel acrescentou ainda que “Aparecida corrige um erro histórico ao inaugurar um novo e moderno prédio para o desempenho dos trabalhos legislativos”.

Filho de Léo Mendanha, o ex-prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha (MDB), agradeceu a homenagem a memória de seu pai e também lembrou o trabalho realizado na cidade por ele enquanto representante do legislativo municipal e estadual.

“Meu pai sempre foi um entusiasta desta cidade. Trabalhou muito em defesa do nosso município e, sem dúvida, continuará sendo lembrado pela pessoa conciliadora, correta em suas ações e pelo excelente pai de família que sempre foi”, pontuou Gustavo que participou da Sessão Solene acompanhado de sua esposa Mayara Mendanha, da sua mãe, Sônia Mendanha, irmãos e familiares de Léo Mendanha.

Líder da base governista na Câmara Municipal, o vereador Isaac Martins, também enalteceu o momento histórico. “A inauguração representa mais um passo importante para o Poder Legislativo de Aparecida. Parabenizo a todos que contribuíram para essa realização”.

Autoridades

Também participaram da inauguração todos os 25 vereadores, que tiveram breve momento de fala cada um durante a sessão, presidentes de partidos, empresários, lideranças comunitárias entre outras autoridades.

Prestigiaram ainda o evento o ex-governador Marconi Perillo (PSDB), o ex-presidente da Fieg, Sandro Mabel (UB), os deputados federais Jeferson Rodrigues (Republicanos), Professor Alcides (PL) e Lêda Borges; os ex-deputados federais João Campos (Podemos) e Chico Abreu (PT) e Leandro Vilela (MDB); o ex-prefeito e ex-vice-governador, Ademir Menezes (PSD); o ex-vereador e ex-deputado estadual, Max Menezes (PSD); ex-vereadores e ainda pré-candidatos a vereador e o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Joaquim de Castro; presidente da OAB de Aparecida, Sebastião Justo, entre outras lideranças de entidades classistas.